2 de junho de 2011

Viajante peregrino...


Quisera eu,
Viajante peregrino
Um dia vir a conhecer
Tudo aquilo que não se pode explicar...
As dimensões do Amor,
A metafísica da alma,
O alcance da lágrima,
A aspereza da flor...

Quisera eu,
Poder um dia colher no espírito,
Todos os sonhos vividos,
Todos aromas e canções,
Toda a beleza da espera,
As infindáveis faces de Deus...

A delicadeza dos olhares,
O silêncio das palavras,
O sutil gesto dos amantes,
A doce esperança dos quem tem fé...

Quisera eu,
Viajante peregrino,
Um dia vir a mergulhar na profundidade da paz,
Nadar em meio as pétalas perfumadas de amizades sinceras,
Sentir a doce brisa dos campos abertos da compaixão,
E poder voar por entre as nuvens do não-saber...

Quisera poder um dia,
Me deparar com a Verdade,
E no amanhecer, na aurora,
Despertar,
E acolher na alma,
No gesto,
Na face,
Na fronte,
A luminosidade pura e serena,
Daquilo que sempre esteve aqui...

2 comentários:

Related Posts with Thumbnails