26 de junho de 2011

Apenas ISTO!


"Alguém me fez um interessante questionamento, o que é "o que É"?
E como saber se o que É, é realmente o que É e não algo imaginado sobre o que É?

O que É?
No que É não existe nada de místico. Todo problema da mente humana pode ser resumido em somente um, ela pouco questiona-se sobre o que É. Pela sua própria natureza, por uma questão de sobrevivência o cérebro humano, principalmente o infantil, foi programado para imitar e seguir o grupo. O questionamento é um desenvolvimento posterior que muitas vezes nem acaba acontecendo, ou quando acontece, acontece ou de uma maneira ainda muito superficial, ou com base em todo o acúmulo de condicionamento anterior produzido por nossa educação e cultura.

No que É está tudo que conseguimos ver, e o que não vemos, tudo o que entendemos e tudo que ainda não entendemos. No que É existe o bem e o mal, o início e o fim, construção e destruição, "deuses" e "demônios".

No que É existe o fenômeno(o que vemos) e também o noumenon (essência), tanto o mundo da matéria quanto a energia potencial que deu origem a todo este universo físico.

Nada é excluído do que É, santos e pecadores, presas e predadores, vítimas e algozes.

Neste sentido o que É não é algo misterioso, obscuro ou de difícil entendimento. O que É é simplesmente isto, tudo o que existe entre o céu e a terra, também acima e abaixo deles, e ainda em quantas dimensões, universos paralelos e espaços-tempo existirem! Resumindo o que É é tudo que Há! Mesmo aquilo que não percebemos.

Qual o sentido de negar algo que não existe? A partir do momento que algo foi negado, este algo passa a existir em seu cérebro e consequentemente a fazer parte do que É!
Neste sentido fica muito difícil duvidar da existência do que É.

Quem vai questionar a validade do que É? Se algo questiona o que É, este algo precisa ter existência para questionar alguma coisa, tendo existência, ele é parte integrante do que É, e tudo que ele vê ao seu redor também o é! Inclusive aquilo que ele próprio nega, pois ao negar algo você dá existência a esta própria coisa negada, ou alguém já negou algo que não tenha existência alguma?

Concluindo, o que É é tudo que Há.
Como saber se não se está simplesmente imaginado o que É? Sendo o que É tudo que Há, se algo for imaginado, isto também faz parte do que É. Até mesmo seus sonhos e devaneios fazem parte daquilo que É!

A sutil diferença aqui, é que a pessoa Consciente do que É entende que os sonhos e imaginações fazem parte do que É, mas o que É não é limitado nem por sonhos, nem por imaginações(nem mesmo a mais difícil de se livrar, o ego humano).

O que É é Tudo que Há, e Isto não pode ser limitado, definido, ou entendido pela mente humana.

Para que tentar compreender o que É?
Aquele que Realizou o Insight naquilo que É, um insight profundo e definitivo, que se dá prioritariamente pelo incansável questionamento de tudo que se pensa que é(tudo que fizeram você acreditar que você é), está livre de qualquer sofrimento psicológico! Como sofrer se todos os opostos fazem parte do que É?

Quem é esta entidade que se dá ao direito de reclamar, querer melhorar ou criticar o que É? Ele então vive no mundo, mas não é mais do mundo! Ele é um ator, e de tão realista, as pessoas ao seu redor nem desconfiam de sua atuação.

Acreditam piamente quando ele reclama de algo, quando ele se alegra por algo, ou mesmo quando ele parece preocupado com algo. Não percebem que tudo faz parte do show, deste grande teatro chamado Vida e que este show tem que continuar...Sempre!

Se os envolvidos neste show, os atores com seus papéis, estiverem conscientes de todo drama da peça, de tudo que há envolvido nela, a atuação ao invés de um grande esforço, passa a ser uma grande diversão, uma grande alegria, um fluir no momento, sem resistências ou tensões. Nada há mais a atingir então! Você torna-se Isto!"
Swami Nirav Kanan em Encontro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails