Chakras

                                                 

A palavra Chakra vem do sânscrito e significa "roda", 
"disco", "centro" ou "plexo". 
Nesta forma eles são percebidos por videntes como vórtices (redemoinhos) 
de energia vital, espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais de nosso corpo. 
Os chakras são pontos de interseção entre vários planos vibracionais, e através deles nosso corpo etérico se manifesta mais 
intensamente no corpo físico. 

Os Vedas (5.000 a.C.) contêm os mais antigos registros sobre chakras de que se tem notícia. Quando foram escritos, o Yoga já sistematizava o conhecimento e o trabalho energético dos chakras. 

São sete os principais chakras, 

dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça 

e cada um corresponde à uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um destes chakras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. 



Num corpo saudável, 
todos esses vórtices giram a uma grande velocidade, permitindo que a "prana", 
flua para cima por intermédio do sistema endócrino.

Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, 

o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado - 

e disso resulta o envelhecimento ou a doença.


Os chakras são conectados entre si por uma espécie de tubos etéricos chamados Canais Nadis.
O principal chamado "Sushumna", ao longo do eixo central do corpo humano, por onde dois outros canais alternados "Ida" que sai da base da espinha dorsal à esquerda de Sushumna e "Pingala" à direita 
( na mulher estão invertidas estas posições ).

Os Nadis conduzem e regulam o "Prana" (energias yin e yang) em espirais concêntricas. 
Os canais Nadis são os principais, entre milhares de pequeninos canais ( meridianos na medicina chinesa), que percorrem todo o corpo em todas as direções; linhas meridianos e pontos, 
todos constituem o fluxo energético vital do indivíduo.

 Para os hindus os Nadis são sagrados, é por meio da "Sushumna" que 
o yogi deixa o seu corpo físico, entra em contato com os planos superiores e traz para o seu cérebro físico a memória de suas experiências.


A energia vital, é pura luz, em fluxo constante pulsátil.
Ela é vista e percebida pelos videntes, assim como também, a influencia
dos pensamentos, emoções, memórias, desejos, tudo o que nos acontece
se manifesta na cor, fluxo, intensidade e na velocidade do fluxo energético
pelos chakras.
Inclusive, muitas patologias tem inicio em bloqueios do livre fluxo energético
com isso, órgãos, glândulas, vísceras ficam comprometidas, e com isso
o estado patológico pode ocorrer, caso a circulação energética não seja 
restabelecida.

Ao longo da coluna vertebral encontram -se os sete chakras, cada qual 
emite uma vibração diferente, uma cor, um som, e está diretamente relacionado a um nível de consciência, a órgãos e sistemas específicos, e
todos juntos compõe o sistema humano vibracional.



Relação dos Chakras com as glândulas e áreas do corpo por eles influenciada.
1. Chakra Raiz: Glândulas endócrina: Supra-renais. Em desequilíbrio ocorre "sensação de estar sem chão", confuso e sem capacidade de seguir em frente.

2. Chakra Umbilical: Glândula endócrina: gônadas. Área corporal: sistema reprodutor, rins, gânglios linfáticos. Relacionado a criatividade desde a expressão artística a resolução criativa de problemas. Em desequilíbrio leva ao medo da intimidade sexual e dificuldade de se relacionar de maneira geral.

3. Chakra Plexo solar: Glândula endócrina: Pâncreas. Área corporal: estômago, fígado, vesícula biliar, sistema nervoso. Em desequilíbrio causa problemas com auto-estima que pode tomar os dois polos desde um comportamento arrogante e egoísta ou problemas de baixa na auto-estima. Sente-se abandonado ou rejeitado, que o mundo gira ao seu redor, nervosismo, emoções que tem dificuldade de compreender ou controlar, transtorno alimentar.

4. Chakra do Coração: Glândula endócrina: Timo. Área corporal: coração, sangue, sistema circulatório, pulmões. Relacionado a capacidade de dar ou receber amor de uma forma saudável e capacidade de perdoar.

5. Chakra da Garganta: Glândula endócrina: Pituitária. Área corporal: Brônquios e faringe, amígdalas, glândulas salivares. A capacidade de expressar nossos sentimentos, pensamentos e opniões. E, desequilíbrio leva a sintomas como explosão descontrolada verbal, manipulação, timidez ou fala excessiva e incapacidade de ouvir.

6. Chakra Frontal: Glândula endócrina: Pituitária. Área corporal: Sistema nervoso, ouvidos, nariz, parte inferior do cérebro. Relacionado a memória, inteligência, controle da mente, sonhos e intuição.

7. Chakra da coroa: Glândula endócrina: Pineal. Área corporal: Parte superior do cérebro. Influencia a capacidade de compreensão mais profunda de nós mesmos.

Como vimos, a disfunção de um dos Chakras provoca distúrbios físicos e/ou mentais característicos da zona de influência desse Chakra.


Os óleos essenciais e os Chakras correspondentes

Os óleos essenciais potencializam o efeito da imposição de mãos (reiki) ou massagem em sentindo horário nos pontos em que estão os chakras. Para cada chakra há um óleo essencial apropriado.

1. Chakra raiz: Cedro

2. Chakra Umbilical: Laranja, sálvia esclaréia e ylang ylang.
3. Chakra Plexo solar: Cedro, laranja e manjericão.
4. Chakra do coração: Hortelã pimenta, gerânio, laranja e ylang ylang.
5. Chakra da garganta: laranja, cipreste e lavanda.
6. Chakra Frontal: Alecrim, hortelã-pimenta, manjericão e 
sálvia esclaréia.
7. Chakra da caroa: Lavanda.

                                   ( fonte aqui)





Alguns tratamentos para a harmonização dos Chakras.

(clique nas imagens para ampliar)

Os Chakras e seus mantras 
correpondentes
Os Chakras e seus mantras correspondentes

As posições de Yoga 
relacionadas a cada Chakra


As pedras relacionadas 
a cada Chakra


Os Chakras e as cores, mantras e os mudrás 
correspondentes.





Aprofunde seus conhecimentos sobre os Chakras. 

(Todos os vídeos com legendas em português.)










                                          fonte aqui




Related Posts with Thumbnails