4 de janeiro de 2011

Resolvendo ( compreendendo ) problemas...



"Resolver um problema, na verdade, não é resolvê-lo, e sim compreende-lo.
O problema é como uma semente, e a solução é como a flor, está oculta nela, está intrínseca nela.

Se for capaz de compreender a semente corretamente,
A solução já está ali.

Assim, não fique buscando soluções, simplesmente observe o problema com atenção.
Encontre as raízes.
Na verdade nem é preciso cortá-las.
Uma vez que tenha compreendido, a própria compreensão se converte no corte das raízes do problema, já é a própria solução."
Osho, Zen. A planta cresce.

Viver é se deparar com situações, eventos, momentos, que não compreendemos.
Muitas vezes somos pegos de surpresa por fatos que fogem completamente ao nosso entendimento. Nenhuma lógica, nenhuma coerência naquilo que se apresenta.

As emoções ficam misturadas, sentimentos misturados, lembranças do passado que se somam e mais que ajudar, atrapalham, enfim...momentos críticos mesmo...
A vida é cheia desses momentos, todos nós sabemos bem disso.

Quando acontece temos pelo menos duas opções: Ou buscamos na memória, na mente alguma referência passada que se adeque aquela situação e possa servir para solucioná-lo, ou buscamos na consciência, no profundo, na sabedoria do silêncio, na meditação.

Se buscarmos na mente, estamos buscando em "arquivos" da memória, estamos na periferia de nós mesmos, e buscando alguma situação semelhante que possa ajudar. Em geral, não ajuda...

Porque a existência não se repete, ela é sempre nova. E a cada momento novos fatores são manifestados, e assim, memórias na grande maioria dos casos não ajuda muito. Pelo contrário. A mente na maioria das vezes entra em parafuso, porque gera ansiedade, medo, confusão...o que agrava, piora ainda mais a situação...

Se buscamos na consciência, no profundo, entramos em sintonia com a situação presente, olhamos cada detalhe com olhos puros, sentimos profundamente aquela situação, e assim, a compreensão acontece, pois olhamos para o momento presente, para a situação presente, sem projeções passadas, sem a contaminação do passado da mente.

É isso que o amado Osho nos aponta aqui: compreender os problemas.

Compreender aquilo que está acontecendo diante dos nossos olhos. Captar a essência dos fatos, e agir de acordo com o que a situação nos pede, tendo primeiramente feito uma profunda meditação dos fatos, antes de agir.

Esta compreensão em si, já é a solução.
Porque uma vez compreendido o problema, deixa de ser problema.
Torna-se ensinamento, lição, aprendizado.

Isto é, transformamos algo que era estranho, confuso, discrepante, em algo aprendido, e que nos transforma. A luz da consciência alcançou mais esta dimensão da nossa vida.
E saímos mais iluminados, mais sábios, do que antes.
Os problemas, não acontecem para nos destruir. Acontecem para nos iluminar.
Amor
Lilian

6 comentários:

  1. Até que ponto as experiências passadas nesta vida são uteis para nosso presente ? Porque as vezes são mesmo uteis, não são ? Quando dizem "ah você errou outra vez, mas pelo menos aprenda para não cometer o mesmo erro". Até que ponto essa afirmação é valida ? Digo no seu dia a dia, na tomada de decisão diária... Será que se sempre buscarmos a resposta de um problema na consciência ela sempre terá solução? Quando devemos ou não trazer o passado a tona?

    ResponderExcluir
  2. Querido, veja que nunca uma situação é igual a outra. Pode ser parecida, mas nunca igual. Logo, cada momento pede uma nova adequação. Podemos usar das memórias passadas, sim, mas com a consciência de que naquela nova situação os elementos devem ser atualizados pela tomada de consciência...sempre!! Bjoss

    ResponderExcluir
  3. Saquei, então o passado é util sempre quando atualizado pela tomada de consciência e não por si só. Lindo ! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Isso aí! A mente (memória, passado) é uma ferramenta da consciência...uma ferramenta útil, mas ainda assim, uma ferramenta a serviço da consciência, que é sempre presente..Bjoss

    ResponderExcluir
  5. Adorei. Aceito a realidade não porque sou uma pessoa espiritual, mas porque sofro se não o faço.
    Eh isso aí...
    A realidade eh e sempre será.
    Beijos mil
    Luiza

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails