24 de janeiro de 2011

Lago profundo da alma...


Lago profundo da alma,
Recanto das areias e dos pássaros,
Moldada pelas eras,
pelo silencio e o sussurrar das noites,
pelos eternos luares...

Lago, sereno lago que abriga a vastidão do Ser,
Imensidão azul, e de todas as cores,
Navegar em si mesmo é perder-se,
Buscar aquela margem, é despir-se,
Encontrar algum limite, é ilusão....

Ah, profundidade mansa,
De onde nascem tantas flores, todas as flores...
Berço do amor em botão,
Em cada botão uma prece, uma aceitação,
E se perdendo se encontra,
E chamando o nome,
Silencia...
As esferas nascidas, são passageiras,
São belas,
Mas mesmo assim, livres,
Nadam e brincam,
Se perdem e se encontram,
nessa imensidão sem lugar...

Lago profundo da alma,
Toda a vida nasce em ti...
Grande mãe geradora cósmica,
Água, terra, fogo e ar,
Sois todas as faces que se apresentam,
Nomes diversos para a mesma beleza de amar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails