10 de julho de 2011

Crescendo em maturidade...


"Este é um dos problemas mais significativos, porque a forma como temos vivido até agora tem sido antinatural, antipsicológica e antiespiritual.

Por exemplo a idade - a pessoa pode crescer em idade ou crescer em maturidade. A pessoa que cresceu em idade não viveu absolutamente. Ela passou o tempo, mas não viveu.

Toda sua vida não foi nada mais que repressão. Eu ensino vocês a não crescer em idade. Isso não significa que vocês não vão se tornar velhos, significa que eu lhes dou outra dimensão: crescer em maturidade.
Certamente vocês ficarão velhos, mas isso será apenas no que concerne ao corpo. Sua consciência, você, não ficará velho, você irá somente crescer.

O mundo não é uma punição.

A vida é valiosa demais, e não pode ser uma punição, ela é uma recompensa. E você deveria ser agradecido à existência por ela tê-lo escolhido - respirar através de você, amar através de você, cantar através de você, dançar através de você.

Se uma pessoa se mantiver crescendo em maturidade e compreensão ela nunca se tornará velha, ela sempre será jovem porque estará sempre aprendendo.

Aprender mantém você jovem. A pessoa estará sempre jovem porque não será oprimida por repressões, e porque estará mais leve, ela se sentirá como se fosse apenas uma criança - um recém-chegado a esta linda Terra. (...)

Quanto mais você nega a vida, mais obcecado você fica pela mesma vida. Sou a favor de você e de sua liberdade e de uma vida não obcecada - um fluir natural, puro, alegre, fazendo de toda a vida um paraíso. (...) Nós não estamos procurando por nenhum paraíso nas nuvens.

Se ele estiver lá, nós o pegaremos, mas primeiro nós temos que o realizar aqui na Terra; esta será nossa preparação. Se nós pudermos viver em um paraíso nesta terra, então onde quer que o paraíso esteja, ele é nosso; (...)

Tente ser natural.
Arrisque tudo em ser natural e você não estará perdido."
Osho em Após a Meia Idade, Um Céu sem Limites.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails