9 de março de 2010

Vida viva...



Hoje queria refletir sobre a beleza de ser vivo...de se sentir vivo...apenas. Parece que ao longo de nossas vidas, a própria vida vai sendo colocada em baixo de tantas coisas, muitas condicionantes...muitas mesmo...que uma hora paramos e nos damos conta...cadê a vida que estava aqui?
Pode parecer até engraçado, e é mesmo rsrsr, mas a vida vivida, de forma livre, solta é quase um sacrilégio hoje em dia...
Todos os adjetivos vem em cima daqueles que vivem soltos, leves, e se deixam levar pela sensação de estar vivo...
Não precisa ser irresponsável, nem louco, nem nada de diferente...a mudança é dentro, no silêncio de dentro...
A gente se dá conta que o ser vivo é a nossa natureza essencial, só isso!
Não precisa de grandes coisas, nem preparativos mirabolantes....ser vivo é natural...como o sol brilhando no céu, ele brilha só isso...não pede explicações...ele brilha...

Viver é assim. Não é condicionado, nem condicionante...é livre...

As vezes fico pensando como seria o mundo se todos sentissem essa vida pulsando, brilhando dentro em cada coração....uma alegria gratuita...apenas por estar vivo....
As explicações podem até vir, as analises e tudo o mais pode acontecer, sem problemas....contanto que o ser VIVO esteja presente....vibrante...luminoso...

Matar a sensação de estar vivo explicando é que não tem nada a ver....´
E é isso que tem acontecido muito por ai...infelizmente.
Perde-se a sensação de estar vivo, e passa-se a pensar em viver...
Talvez amanhã ou depois, um dia, daqui a um ano, dez anos, quando eu for isso, quando eu fizer aquilo...com alguém, ou sem alguém....condicionantes...e mais condicionantes...
Como fica isso?
E até lá? Não se vive? Se espera? Como é que faz?
Vai se deixando a coisa se perder?
É estranho isso...muito estranho...

Vejo muita gente "vivendo" assim...sem vida...apenas nos condicionantes....cheios de barreiras para entrar em contato com a vida de verdade....
Converso muito com pessoas nessa condição de não-vida...
Sempre queixosas, se colocam em situações limites, sempre em becos sem saída...ou perto disso...
Situação de não-vida é assim...aí o corpo começa a dar sinais que tem alguma coisa errada que precisa ser mudado...dores aparecem, problemas daqui e dali, como que dizendo:
Olha, pare e comece a olhar para você, veja você não está vivendo de verdade, você está se enganando, isso ai que você faz não é viver...é outra coisa...vida é prazer, alegria, celebração...
Deveríamos tomar consciência que viver é como respirar, não é esforço é prazer é brincadeira...
Uma criança vive brincando...porque um adulto não pode viver brincando também... e no seu trabalho usufruir e produzir com leveza, descontraído, sendo amigo, sendo parceiro...criando boas relações...amando...
A vida adulta não é excluída da vida leve, nem da vida simples... pelo contrário deveria ser melhor ainda, mais sábia, mais bela, mais rica e mais includente em matéria de alegria, sentimentos, coloridos diversos, mais e mais facetas descobertas, manifestas...isso sim seria uma vida adulta VIVA...
A criança permanece em nós, nascemos crianças...ela perdura toda nossa existência...

Podemos viver assim se quisermos, basta tomar consciência que na verdade TODAS as barreiras e condicionantes, somos nós que criamos...e o pior...para nós mesmos..
Se amamos a vida, e dançamos nela, fica fácil aceitar certas coisas amando...vem dela, vem de Deus vivo na vida...amemos...
Mesmo que não compreendamos....amemos....vem da vida...vem de Deus vivo na vida é assim....

O nosso pacto, nosso vinculo deveria ser sempre COM A VIDA....haja o que houver, seja o que for...as barreiras ( se existirem) deveriam ser vistas como desafios, "provocações" que a própria vida nos faz, como que nos "testando" se é aquilo mesmo que queremos...se for, vamos em frente...pois o nosso vinculo é com a vida, com a grande brincadeira da vida....e isso ninguém nos tira...o prazer de brincar...o prazer de ser VIVO...com a VIDA...em qualquer idade...
Amor
Lilian

2 comentários:

Related Posts with Thumbnails