23 de março de 2010

Somos...


Me diga quem é você?
Me diga se toda sua vida você foi o mesmo?
Me diga quantos rostos já teve?
Quantos horizontes, quantos caminhos, quantas direções?
Quantos amores, quantas aventuras, quantas experiências?

Impossível definir em palavras,
Toda caminhada que fizemos e ainda fazemos...
É fácil perceber nossa grandeza,
Apenas algumas perguntas simples,
E vemos o absoluto dinamismos do nosso existir....
Não cabemos em uma face apenas,
Não cabemos em um só pensamento,
Nem muito menos numa só emoção, nem mesmo numa só direção...

Somos todas,
Somos tudo,
Somos qualquer coisa, grande ou pequena,
Somos eternidade,
Infinitude,
Absoluto...

Nada pode realmente nos definir,
Nada pode realmente nos aprisionar,
Nada pode nos reduzir,
Nem sequer aparentemente tentar nos classificar...
Somos inclassificáveis...

Somos absolutamente livres,
Imensamente luminosos,
Infinitamente indefiníveis...

Vivenciamos todas as coisas,
Somos todos os rostos de todas as épocas, em todos os lugares,
Temos todas as formas e todas as idades,
Todas as eras, todos instantes...

Somos tudo, todos...
Somos em cada um e além...

Da pedra ao vento,
Do oceâno ao deserto,
Eras e eras de nascente ao poente,
Luas novas e cheias,
Estrelas cadentes, incandescentes,
Infinitude e pequenez,
Tudo a volta e no centro,
Circulando periféricos e profundamente despertos...

E ainda assim,
Somos puro silêncio,
Puro vazio,
Pura existência...apenas...

Indefinidos por palavras,
Somos... silentes...

Isso basta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails