2 de abril de 2010

Uma Flor...


Uma flor é uma flor...
Mesmo que ela nasça na montanha mais alta,
Ou no vale mais profundo,
No deserto,
Na beira de um rio ou de um lago,
Até mesmo no asfalto,
Ela é uma flor,
E assim se manifesta inteira....

Uma flor nasce por que quer,
Não existe razão,
Nem sentido,
Ela em si mesma exala seu perfume,
E nem se importa com olhares nem adjetivos...
Pode ser que ninguém a veja,
Pode ser que ninguém a perceba,
Não precisa ser poeta, ou amante, ou quem quer que seja...
Ela é uma flor,
Ao sabor do vento,
Envolta nos raios de sol,
Banhada de chuva, ou seja o que for,
Ela permanece uma flor,
E é plena em si mesma,
Sem explicações...

Todos os adjetivos não a definem,
Todas as analises, e estudos de botânica, também,
O cientista a disseca,
O poeta faz rimas com seu perfume e beleza,
O místico a alcança nas profundezas indiziveis, invisíveis,
Bebem do mesmo néctar volátil da existência pura,
E ai se encontram e celebram silentes...

Mas ela ainda assim permanece uma flor,
Sua força está nessa presença, nessa autenticidade pura e sem defesas,
Simplesmente existe,
Quer queiram, quer não,
Ela permanece,
Sempre uma flor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails