16 de abril de 2010

Ser Interior...

"O seu ser interior é uma testemunha, e nunca alguém que faz. Sempre que você acha que ele é capaz de fazer, é porque há uma identificação. Ele nunca é alguém que faz. Você pode percorrer o planeta inteiro, mas o seu ser interior nunca dá um passo sequer.

Você pode sonhar milhões de sonhos, mas o seu ser interior nunca tem um único sonho. Todos os movimentos estão na superfície. Bem lá nas profundezas do seu ser não há movimento. Todos os movimentos se dão na periferia, da mesma maneira como uma roda se move, sem que haja movimento no seu centro. Nesse centro, tudo se mantém como é, e no centro a roda se move.
Lembre-se do centro!

Observe seu comportamento, seus atos, suas identificações e estará estabelecida uma distância; o observador e aquele que faz tornam-se dois. Você poderá se ver rindo, chorando, caminhando, comendo, fazendo amor; poderá fazer muitas coisas, o que quer que esteja acontecendo a seu redor - e permanecerá como um observador. Não mergulha para se fundir com o que quer que esteja vendo. (...)

Olhe para dentro, você é a fome ou será que a fome está acontecendo a você?
Você é a fome ou simplesmente está consciente da fome que acontece ao seu corpo?
Você não pode ser a fome; caso contrário, quando houver passado a fome, onde estará você?( ...)Você era criança e achava que era uma criança. Onde está agora, que já não é uma criança? (...)
O ser mais interior é exatamente como um espelho. O que quer que passe à sua frente ele reflete, tornando-se simplesmente uma testemunha. Venha a doença ou a saúde, a fome ou a saciedade, o verão ou o inverno, a infância ou a velhice, o nascimento ou a morte - o que quer que aconteça diante do espelho, mas nunca AO espelho."
Osho, em Encontro com Pessoas Notáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails