14 de setembro de 2012

Há apenas Isto - Mooji

"A maioria dos seres humanos não gosta de outros seres humanos, porque eles refletem algo que existe dentro deles mesmos, algo que eles não gostam.
Mas no momento eles pensam que aquele aspecto está no outro: É você que carrega isso", eles dizem.
Mas se você está vazio dessa característica que você não gosta, as coisas não seriam assim.
Se você estivesse vazio dessa característica, então você não vê nenhum julgamento nela.
É simples assim.

Quando você está livre daquele julgamento, ele deixa de surgir no exterior. Você não vê. Ou então você o vê com grande compaixão e compreensão. Porque você sabe que não é intencional. Não somos ignorantes por escolha própria. Parece que algo está ocultando o nosso ver.
Então quando você percebe que alguém causa algum desconforto em você, isso é porque de alguma forma existe algo aí que vale a pena refletir...

Agora vamos um passo além. Isso que você está vendo nos outros e em você mesmo, este "eu" no qual você encontra um defeito é apenas uma IDÉIA que você tem sobre si mesmo. Não é o Verdadeiro Self.
Ele é apenas o estado condicionado. É o conceito. O eu é aprendido, adquirido, é desse eu que surge todo o problema, todo cheiro ruim.

Pergunta: Porque você diz que está falando a partir d'Aquilo, a partir do Ser...

Mooji: As palavras vem a partir do Ser apenas para lançar luz áquilo que está atualmente oculto, sob as sombras. Para que possa ser claramente visto.
Se for visto claramente qual é o engano, o erro, você não precisa necessariamente fazer algo para removê-lo, porque a natureza das ilusões é que, quando elas são vistas com clareza elas desaparecem por si só.
Elas perdem o poder de influenciar, ou de hipnotizar o Ser.

Quando esses aspectos são vistos com clareza...talvez a prática, o sadhana, mais elevado está na compreensão clara. Porque para a compreensão você não precisa ir para lugar algum. Mas de certa forma o responder, o agir correto frente a uma situação surge naturalmente, e aquele barulho que antes havia pelas hipnose que você vivia, é removido de você, porque ele nunca foi real em primeiro lugar. E segundo, foi sua crença que fez com que as coisas parecessem reais. Você acreditou e deu realidade a tantas coisas que na verdade sempre foram falsas.

O surgimento de um fenômeno, não é prova de sua realidade. O fato de algo aparecer não significa que isso é real. Há muitas coisas, e a maioria delas, que aparecem e são apenas fabricação da mente. Não tem existência em si, não são verdadeiras.
Vocês estão chegando a ter certeza sobre isso. Apenas ver por ver, apenas naquela perfeita compreensão, você abandona qualquer identificação, e se descarrega de tudo.

Mesmo o ver em si, não apenas aquilo que é visto está distorcido, mas o próprio ver está distorcido.
O que é que observa este ver sujo? Isso também carrega algum julgamento em si.
Se este observar carrega características discerníveis...por favor acompanhem...Se aquele observador que vê  algo sujo, possui alguma distinção - e essas distinções são algo acrescido, são características...não são permanentes - neste momento de reconhecimento, o ver se torna puro, não poluído, limpo, impessoal, vazio, sem forma,
Isso não é criado por você. Você está apenas levantando os véus Disto. 
É Isto que está aqui.
Por trás deste ver impessoal, ou observador impessoal, não há um "outro". 
Há apenas Isto."
Mooji em Satsang

2 comentários:

  1. Lilian, concordo com tudo o que diz o texto, mas como é difícil aceitar!! Como é difícil admitir que aquilo que reprovamos no outro, é exatamente o que temos dentro de nós!! E é verdade sim, mas o nosso orgulho sempre fala mais alto, e encobre os nossos erros!! Maravilha de leitura!!

    Muita luz e paz em seu final de semana!♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Mari, rsrs isso é a mais pura verdade..rsrs
      Vida é espelho mesmo né? Por isso a consciência é fundamental... :)
      Beijos querida, tenha um lindo final de semana!!♥

      Excluir

Related Posts with Thumbnails