19 de setembro de 2012

Compreendendo a raiva...

Osho porque algumas pessoas sentem raiva?
Elas não ficam com raiva de você, na verdade elas têm medo de você. E para esconder esse medo elas projetam a raiva.

A raiva sempre é uma tentativa de esconder o medo. As pessoas usam todo tipo de estratégia. 
Existem pessoas que riem só para que possam conter as lágrimas. 
Quando ri, você esquece, elas esquecem... e as lágrimas são contidas.

Na raiva, o medo permanece oculto.

Eu estou simplesmente ajudando você a se abrir em todas as dimensões, mesmo que elas pareçam ir contra as ideias que você acalentou até hoje. Mesmo assim, na verdade até mais, você se abrirá, porque essa é a chance, a oportunidade, para julgar se o que você pensou até hoje está certo ou não.

Essa é uma oportunidade de ouro em que você se deparará com algo contrário às suas ideias, aos seus pensamentos, coisas que até hoje achou que eram 
racionais. Mas, se elas são de fato racionais, então que medo é esse?

É o medo que mantém as pessoas fechadas. Elas não conseguem ouvir você — elas têm medo de ouvir. E a raiva delas é, na verdade, o medo ao contrário.

Só uma pessoa com muito medo pode ficar imediatamente zangada. 
Se ela não ficar com raiva, você poderá ver o medo dela. 

A raiva encobre o medo. Ao ficar com raiva, ela está querendo deixar você com medo: antes que você forme qualquer ideia sobre o medo dela, ela está tentando deixar você com medo.

O único jeito é deixar você com medo; aí ela fica à vontade. Você fica com medo e ela não — e não há por que ficar com medo de um homem que está com medo.

A raiva das pessoas é uma tentativa de enganar a si próprias. Não tem nada a ver com você.

Mas a raiva mostra simplesmente o medo, lembre-se sempre: a raiva é o medo de ponta-cabeça. É sempre o medo que está escondido atrás da raiva; o medo é o outro lado da raiva.

Sempre que você fica com medo, o único jeito de escondê-lo é ficar com raiva, pois o medo deixará você exposto. 
A raiva criará uma cortina à sua volta, atrás da qual você pode se esconder.
Osho em Emoções - Liberte-se da Raiva, do Ciúme, da Inveja e do Medo


**
Não briguemos com nenhum sentimento, nenhuma emoção que aconteça a nós. São expressões de vida, são expressões daquele momento que estamos vivendo.

Tudo que nos acontece pertence a uma dimensão maior que nós mesmos, embora não tenhamos consciência disso, acontece dentro de uma infinita e sábia consciência. Por isso, sempre que alguma emoção nos acontecer, observemos, tomemos consciência dela e deixemos fluir de uma maneira sábia, e construtiva.

O medo significa que estamos encolhidos, estamos atualizando algumas memórias inconscientes. O medo é puro instinto de sobrevivência, e merece nossa atenção máxima, a consciência do que ele está nos apontando, do que ele quer nos ensinar. Em geral são aspectos primitivos que vem à tona, e nossa mente racional teima em encobrir, pois mostra aspectos frágeis que "não condizem com nossa posição atual".
O medo é belo, é nossa criança medrosa colocando a cara para fora, e nos mostrando que aquilo ainda precisa ser curado, precisa ser cuidado com atenção e amor.

A raiva, como Osho nos mostra, é uma cobertura de um medo maior que está sob ela. A raiva pode (e deve) ser expressa de muitas maneiras, e que não irão ferir ninguém, machucar ninguém, nem aquele que a sente. 

Vejam como, cantar, dançar, correr, gritar, fazer atividades físicas, as artes marciais, socar almofadas, as meditações ativas do Osho, nadar, enfim...uma infinidade de atitudes podem ser mecanismos ótimos de descarga dessa raiva. Ela é uma energia yang muito poderosa e que quando direcionada de forma construtiva se transforma em uma incrível energia criativa, construtiva e artística.

A arte advém dela, o trabalho braçal também, os grandes atletas, dançarinos, cantores, artistas, enfim.. uma energia criativa imensa e belíssima, e original.

Não devemos reprimir nenhum sentimento, nenhuma emoção.
Todas tem seu lugar e importância. Tenhamos consciência de que, podemos tirar o máximo de ensinamentos de tudo o que nos acontece e temos sim, a capacidade de transmutar tudo em vida, criatividade e beleza.
Reflitam sobre isso...
Amor
Lilian 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails