22 de abril de 2011

Renunciar a si mesmo...


"E Jesus então virou-se e disse: "Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz a cada dia e siga-me"

Esta é a disciplina, a única disciplina dada por Jesus: Renuncie a si mesmo..
Quando você vai a um homem como Jesus, tem de abandonar suas próprias idéias e seu ego.
Você tem de abandonar completamente suaItálicos decisões, porque só se você abandonar suas idéias, suas decisões, seu ego, Jesus poderá penetrá-lo. Logo, uma vez abandonado seu ego, as coisas começarão a acontecer a você por si mesmas. Mas, como primeiro passo, "renuncie a si mesmo"(...)

A segunda coisa: tome sua cruz a cada dia...
Uma vida com Jesus é uma vida momento a momento. Não é um planejamento para o futuro. Ela não tem nenhum plano para o amanhã. Não há plano, é espontânea. Tem-se de viver momento a momento e carregar a sua "cruz" todos os dias.

Por que uma cruz? Porque entregar-se é morrer. Por que uma cruz? Porque entregar-se dói. Porque uma cruz? Por que entregar-se é sofrimento. Seu ego inteiro sofrerá e arderá. Suas idéias, seu passado, sua personalidade estarão em fogo contínuo. Por isso a cruz. A cruz é um símbolo da morte...e antes que você morra, nada é possível; antes que você morra, a ressurreição não é possível.Itálico

"Renuncie a si mesmo, tome sua cruz a cada dia..." Isto deve ser feito diariamente, a cada manhã. Você não pode pensar. "Eu me entreguei, está acabado.." Não é tão fácil. Você terá de se render um milhão de vezes; terá de se render a cada momento, porque a mente é muito astuta. Ela tentará reconquistá-lo. Se você pensar que se rendeu uma vez e acabou, a mente irá recapturá-lo. Isso tem de ser feito a cada momento - até que você tenha morrido completamente e uma nova mentalidade tenha surgido, até que um novo homem tenha nascido dentro de você, até que tenha se tornado descontínuo com o passado: uma ruptura aconteceu.

Você saberá quando isso acontecer, porque você não se reconhecerá.
Quem é você? Você não será capaz de ver como esteve conectado com aquele passado. Você reconhecerá somente uma coisa: que aconteceu uma ruptura repentina. A linha se quebrou, o passado desapareceu e algo novo - que não tem nada a ver com o passado, que não está absolutamente conectado a ele - surgiu em você.

O homem religioso não é um homem modificado, o homem religioso não é um homem redecorado. O homem religioso não tem nada a ver com o passado, é absolutamente novo.

"Pois quem quiser salvar sua vida perdê-la-á; mas quem perder sua vida por amor a mim, salvá-la-á".

Perca sua vida e você a terá; apegue-se a ela e a perderá.
Parece paradoxal, mas é uma verdade simples. A semente morre no solo e se torna uma grande árvore. Mas a semente pode apegar-se à sua forma, continuar se protegendo e se defendendo, porque para a semente, o contrário parece morte. A semente nunca poderá ver a planta; assim é uma morte.
Você nunca poderá ver o homem sobre o qual estou falando; assim é uma morte perfeita. Você não pode imaginar esse homem porque, se imaginá-lo, ele será continuidade.(...) Não, você está completamente no escuro com relação a esse homem - eis por que a confiança é necessária.
Eu não posso oferecer provas, não posso argumentar, porque quanto mais argumentar e oferecer-lhe provas, mais aquilo se tornará impossível para você.
Se você for convencido, então a barreira é pNegritoerfeita, porque sua convicção será sua convicção.
E o novo só poderá surgir quando você tiver ido embora completamente; todas as suas convicções, ideologias, argumentos, provas se foram, por atacado - e ficou somente a ausência.

E nessa ausência, os céus se abrem e o espírito de Deus desce como uma pomba e o ilumina..."
Osho em Palavras de Fogo

A morte do ego, é a morte da ilusão, das nossas fantasias, passado, divisões..
Morrer para tudo isso é morrer para tudo que não somos...essa é a verdadeira "entregaNegrito"...
Quando entregamos nossos conceitos, valores, referência, opiniões, orgulho, ideologias...enfim, estamos dando um mergulho no escuro, já que não é possível vislumbrar nada além disso, nada mais que isso...isso é a própria morte...morte do ego...

"Pai seja feita Vossa vontade..." essa vontade do Pai em nós só é plenamente verdade, quando a nossa vontade já se foi, foi entregue, foi dissolvida, foi morta...

Aqui o amado Osho nos mostra como essa entrega da nossa vontade, é constante, diária, isso é morrer para o ego, um pouco mais a cada dia...milhões de vezes o ego deve morrer...até que finalmente a ressurreição acontece, a iluminação acontece, no mais íntimo e silencioso da alma.... eis que surge como uma chuva fresca, uma brisa leve repleta de silêncio, amor e paz, é o renascimento, a redescoberta daquilo que sempre esteve lá... silencioso, tranqüilo e pacífico...

O Ser essencial inocente e puro, que é o próprio Deus vivo em cada um de nós...imenso, total e absolutamente luminoso...
A ressurreição se deu...
A semente germinou...
Amor
Lilian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...