1 de abril de 2011

Eternas nuances...


O primeiro instante é o Único,
Nessa jornada do eterno presente da Vida.
Mesmo que apareçam mil caminhos,
Mesmo que transcorram mil horas,
Mesmo que vivamos mil cenas,
Todas estão sendo o mesmo primeiro e Único instante...

Instante que se dilata,
E assume várias paisagens,
As nuances surgem novas,
Muitos matizes, muitos reflexos,
De uma mesma e única fonte luminosa...

As águas do rio correm livres,
Mas o rio permanece sempre lá.
Onde a nascente da terra jorra e cresce,
A foz se derrama e se dissolve no mar.
Uma mesma água fluida,
Um mesmo instante apenas,
O rio é sempre o mesmo...e não é...

A cada olhar uma visão, a cada sopro uma respiração,
A cada luar uma canção, a cada poesia uma paixão,
Mesmo amor que de tanto amar, se dilata,
Mesmo sentimento que se transmuta,
Mesma Vida que se molda em tantas faces,
Mesma água fluida,
Mesma luz radiante,
Mesmo silêncio acolhedor,
Mesma avassaladora...Paz.

A Vida nos sorri de muitas maneiras,
Compreender seus sorrisos é vislumbrar a beleza do instante,
É sorrir para a Vida com o coração confiante,
De que também o sorriso é apenas Um,
Eterno, Vasto, Puro,
Ressoando em infinitas e sempre novas expressões,
Brilhando nas estrelas e nos olhares,
Ecoando em cada um dos corações...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails