12 de abril de 2011

Amar-se...



Muitas e muitas vezes ao longo de nossas vidas, somos quase que impelidos à acreditar que não somos importantes para a existência, para a vida não é mesmo?

Desde pequenos somos comparados, somos julgados, menosprezados, discriminados e com isso passamos a nos relacionar com nós mesmos sempre com essas barreiras discriminatórias presentes...são as ilusórias barreiras mentais...
Para que possamos nos amar de verdade, é importante que investiguemos todo desamor que introjetamos, todo julgamento e negatividade que se incorporaram ao nosso psicológico e que carregamos como verdadeiras "montanhas internas" por toda a vida.

Paralelo a isso, o que acontece é que a sociedade, as culturas sempre apontam algumas figuras de referências que devemos seguir, pois são "certas, corretas, adequadas". Isso ao invés de ajudar, atrapalha ainda mais, pois não só não nos conhecemos de verdade, carregamos uma série de confusões internas, e além disso ainda temos que nos inspirar nessas pessoas, e tentar ser como elas, pois aí estaremos adequados e "certos"...

Percebam como isso cria mais problemas, mais confusão, mais desdobramentos !
Pois bem, a primeira coisa que precisamos ter claramente em nós é que somos únicos, absolutamente únicos, jamais existiu, nem existirá alguém como você.
Deus não se repete, Deus não cria cópias....toda a criação é única, e ainda mais nós seres humanos, quem foi dada a auto-consciência, a consciência do Eu Sou. Essa grandeza da nossa unicidade é fundamental que esteja absolutamente clara em nossos corações.

Amar-se significa primeiramente assumir-se, não brigar nem julgar-se, simplesmente fazer as pazes consigo mesmo, e olhar-se com um olhar amoroso: eu me amo, eu me respeito, eu me aceito, eu existo!

O amar a si mesmo, começa simplesmente na consciência de que somos o resultado de toda a criação, que somos uma obra de arte da natureza, de Deus, e que cada detalhe em nós, pertence a existência, pertence à totalidade. Somos criados, somos feitos, e dizer SIM a nós mesmos, é dizer SIM a Deus, ao Todo.
Essa é a primeira aceitação, aceitar a si mesmo com amor.

A vida nos foi dada, não fizemos nada para estarmos aqui, tudo que somos e temos, são presentes de Deus para nós...como se queixar de alguma coisa, se tudo é graça, se tudo é pura graça...
Se temos um corpo, se respiramos, se nos emocionamos, se vivemos e apreciamos a vida, tudo isso é presença viva de Deus em nós...não temos nenhum controle sobre nada, somos seus filhos amados, e esse amor é a base de toda a existência...

Essa consciência luminosa é fundamental para que possamos ampliar o olhar e perceber que cada pessoa, cada ser vivo, cada planta, animal, cada flor, cada elemento da natureza pertence a essa mesma e bela paisagem de amor divino.
Estamos todos imersos no infinito amor de Deus. O vasto oceano, o imenso coração/consciência de Deus, no qual todas as coisas são criadas, são manifestadas e a dança cósmica acontece envolta na sinfonia do amor...

O amor cria, o amor transforma, o amor re-cria e se expande. O amor faz e acontece !!
Amar-se e alcançar a dimensão amorosa da vida é dizer um grande SIM ao que vier. Vem de Deus, vem do Todo da existência, pois foi o melhor que o Todo criou para aquele momento...o que acontece é sempre o melhor, simplesmente porque acontece... aceitemos então...

Se somos do jeito que somos, é simplesmente porque é assim que a existência quer viver em nós. Sem nenhum detalhe diferente. Quando houver necessidade de mudança, somos mudados...a mudança simplesmente acontece...quando vemos, já foi...

Admirar alguém, é diferente de querer ser como ela. Podemos admirar algumas referências importantes para nós, mas saibam primeiro que podemos até aprender algumas coisas daquela pessoa, mas jamais seremos ela. Ela é ela, e nós somos nós.

Deus está vivendo em cada um de nós de uma maneira única, como jamais viveu.
Cada pessoa é única e deve ser tratada assim, valorizada por isso, reconhecida por isso.
Quanto mais consciência dessa grandeza da unicidade em nós tivermos, mais poderemos nos amar, nos respeitar e respeitar tudo e todos a nossa volta, pois cada detalhe é único, cada momento é único, cada ser é único. Você é único e importante para a existência, tenha certeza disso...
Nós nunca seremos ninguém que não seja nós mesmos...por mais que nós tentemos, nós existimos para sermos realmente nós mesmos, nos auto-realizarmos enquanto unicidade, totalidade...
Vocês já viram uma árvore querer ser uma pedra, um pássaro querer ser um golfinho rsrs...claro que não...isso chega a ser engraçado !! Na natureza não existe tal coisa...tudo está adequado, certo, todos os elementos estão plenos, harmonizados no Ser.

Gosto muito de uma frase do Gasparetto que diz assim: "A única pessoa que permanece conosco por toda a vida somos nós mesmos, ninguém mais, todos os outros passam". Isto é, amar-se significa fazer as pazes com a única pessoa que permanece conosco a vida toda, ou seja, nós mesmos. Se nós não nos amamos, viveremos um verdadeiro inferno ao longo da vida..
Viver plenamente é participar vibrante, dançante dessa unicidade em fluxo, eterno fluxo.
Sem fixações, nem julgamentos, nem projeções. Todo desamor vem da mente que julga, critica e projeta em cima da realidade o ideal...mas o ideal não cria o real, o real será sempre infinitamente maior que qualquer ideal...reflitam sobre isso...

A Vida é um imenso presente, e viver plenamente é acolher o momento presente como um verdadeiro presente que ele é...com o coração confiante e cheio de gratidão, amando-se e amando toda a existência, simplesmente por sermos únicos, somos a fonte de Todo Amor.
Nunca existiu algo que não viesse do Amor, nem para o Amor retornasse.
Logo, vivamos o presente, vivamos amorosamente, é tudo que se precisa fazer...ou simplesmente Ser...
Amor
Lilian

6 comentários:

  1. Grata por esse texto tão valioso!
    Abraços de luz

    ResponderExcluir
  2. Ola, gostei muito do seu blog, vou voltar sempre ok ?
    Paz e Luz

    Sissi
    blog. Consciencia Maxima

    ResponderExcluir
  3. Grande abraço para você também Luiza querida!! Namastê!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Sissi! Seja muito bem vinda!
    É uma alegria tê-la aqui conosco!
    Vou visitar seu blog também ok?
    Muita luz e muito amor para você!
    Namastê!

    ResponderExcluir
  5. Lilian, que texto fantástico .. Como vc escreve bem .. É perceptível a CONSCIENCIA se manifestando naquilo que vc escreve ..
    Parabéns !!!! Muito Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Leila por seu carinho e sua Luz. Seja bem vinda!! Abraços carinhosos. Namaste!!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails