7 de abril de 2011

Aonde me levas...


Aonde me levas meu coração,
Quantas alamedas, quantos vales, quantos bosques e montanhas.
Dias claros, noites longas
Tu me levas...

Não pergunto a razão,
Nem o motivo,
Pois já sei que a resposta é uma só,
Tens a sabedoria além da razão,
Tens o brilho dos que enxergam o absoluto,
Assim, me entrego por inteiro, confiante,
Me deixo levar inteiramente por ti...

Meu coração tu me levas,
Por cenas tão diferentes,
Luz e sombras misturadas,
Sorrisos, lágrimas e saudade,
Alguns momentos de total solidão,
Solitude, silêncio e paz,
E eis que já aparece a luz do sol radiante batendo na janela
Cantos dos pássaros brincalhões,
Me convidando à dança da vida para mais um dia,
Radiante, azul e inesperadamente belo...

Aonde me levas meu coração,
Ás vezes vem o mar,
Sempre o mar,
Todo o mar,
Ao mesmo tempo o sol queima a pele,
E a brisa refresca suave,
O fascínio dos azuis, profundos azuis que me deixam inebriada,
Abandonada,
Me sinto tomada de tanto mar em mim...

Vozes acontecem ao longe,
E junto com as ondas, nascem músicas, canções,
Cujas letras não defino,
Mas que encan
tam meu coração em um instante único,
Indefinível...

Ah, meu coração,
Tu me levas sempre,
Tens tanta vida, tantas paisagens, tantas nuances
Que fica impossível descrevê-las,
Só vivê-las é possível.
Em meio a tantas cores,
Sempre o mesmo coração,
Em meio a tantos sentimentos, emoções, falas, silêncio e canções,
Sempre a mesma doce presença pura,
De Ser Amor...

2 comentários:

  1. Mãe poeta! Que lindo, adorei.

    Saudades!

    Beijos da sua jovem diplomata

    :*

    ResponderExcluir
  2. Beijos AMORE!! Love you so much!! :*

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails