14 de abril de 2011

Amanhece...



Amanhece,
Sol sereno,
Clareia o céu e os olhos,
Mais um dia, repleto de amor
Virá...

Nem imagino como posso
Ser
Como posso
Ter
Viver
Todo esse Amor presente
Aqui....

Em semente que vira flor,
Em nota que vira canção
Em letra que vira frase, poesia,
Em lembrança que vira saudade...

Pássaros voam e fazem ninhos,
As montanhas choram de alegria,
Nuvens passam apressadas,
O orvalho refresca os campos,
E as estrelas teimam em brilhar sem limite,
Toda beleza que se mostra assim,
Evidente, explícita,
Radiante,
Aqui...

O Todo ama e transborda,
Através desse pequeno e frágil coração...
O Todo vive e experimenta esse sentimento puro,
De plenitude e vastidão...

A Alma repousa calma,
Tranquila,
Ninguém vê,
Ninguém sabe,
Ninguém escuta, nem percebe,
Mas o universo inteiro celebra,
O universo inteiro canta e dança,
Em um único e eterno encontro,
E tudo o mais
Simplesmente,
Amanhece...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails