7 de fevereiro de 2011

Viver com leveza...


Nada nos impede de encararmos a vida de uma maneira leve e bem humorada.
Mesmo que enfrentemos desafios, e muitas vezes nos deparemos com situações que não conseguimos compreender, mesmo assim, a opção pelo olhar aberto, e pelo coração confiante sempre estarão presentes.

Observo que aqueles que se mostram confiantes, e destemidos diante dos desafios da vida, são de certa maneira, meio que vistos de modo estranho pelo grupo social...São meio que vistos como pessoas "insanas" ou até mesmo irresponsáveis, ou não muito sérias..
Chega a ser engraçado ! Mas é verdade !
A estranheza que causam é maior do que a admiração.
Isso porque, eles manifestam aspectos reprimidos na maioria das pessoas, e quando nos deparamos com alguém que enfrenta a vida de peito aberto, com coragem, determinação e confiança, naturalmente, percebemos o quanto de medo, insegurança e dúvidas ainda estamos carregando em nós.

Quando observamos a mídia, ou conversamos com as pessoas nas ruas, encontramos uma espécie de "sofrimento institucionalizado," cristalizado, que permeia a grande maioria das pessoas, e alimenta nelas o chamado "eu sofredor".
Esse eu sofredor, precisa ser alimentado, pois ele é que "justifica" a infelicidade individual, e coletiva. Com a mente aprisionada nesse eu sofredor, nos sentimos impotentes, limitados, e vítimas. E vamos perdendo momentos preciosos de VIDA por nada.

Quando alimentamos o nosso corpo sofredor, é como se estivéssemos perdendo luz, deixando escapar a alegria, e nos convencendo que somos miseráveis, e sem valor.
E isso é interessante para o grupo social, pois somos facilmente manipulados e manipuláveis, como também isso gera um aumento do consumo, o que interessa ainda mais.

A solução verdadeira, e definitiva, nasce na consciência.
E com ela uma revolução interna daqueles padrões sofredores, submissos, impotentes,vitimados, em algo bem diferente...

Quando nos damos conta da nossa grandeza e unicidade, e não só nossa, como de todos, passamos a enxergar a vida, a realidade pelos olhos da confiança, do valor, da descoberta e da realização.
Não nos prestamos mais a ser meros objetos, vivendo inconscientes da nossa natureza essencial, pelo contrário, vai ficando cada vez mais claro para nós que, o sofrimento pode até acontecer, mas ele também faz parte do processo evolutivo, do nosso aprendizado, e com isso, cada mínimo ensinamento ganha um significado enorme nas nossas vidas. Nada se perde na verdade. E recuperamos a força de viver cada momento.

Uma vida positiva e confiante, é uma vida consciente.
Atenta, e ativa, principalmente em relação a individualidade, ao nosso essencial.

O nosso primeiro amor, deve ser nós mesmos...sempre!
Se amamos a nós mesmos, nos respeitamos, podemos amar o mundo inteiro tranquilamente...e verdadeiramente..."Amai ao próximo como a ti mesmo" como disse Jesus...o parâmetro deve ser sempre esse...começar em nós...É um transbordamento daquilo que acontece em nós.

O humor e a leveza surgem dessa consciência. A de que somos preciosos para a existência. Somos únicos.
A totalidade se manifesta e se experimenta a Si mesma, através de nós.
O próprio Deus vive em cada um de nós. Só isso já é motivo de celebração e alegria... Nunca fomos parte de nada, sempre fomos e somos o Todo...só o Todo existe...
A nossa real grandeza, não está naquilo que fazemos, ou temos, mas naquilo que SOMOS...
Quanto mais nos centramos no Ser, mais alegres, confiantes, luminosos e plenos nos sentimos...e isso se espalha por onde passamos, sem nem nos darmos conta disso...acontece naturalmente como o perfume da flor...

Termino com uma frase do Osho que gosto muito:
Ninguém deveria carregar uma cruz, quer seja para si mesmo ou para qualquer outra pessoa. Há coisas lindas para carregar: você pode carregar um violão. E, se gosta de coisas muito pesadas, pode carregar coisas muito pesadas — um velho piano —, mas algo lindo, algo digno de um homem inteligente...
Amor
Lilian

4 comentários:

  1. Muito bonita tua reflexão, Lilian.
    Acredito na suavidade do viver...

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Denise!! Seja muito bem vinda querida! Grande abraço para vc tb!! Namastê.

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da sua reflexao, fiz de suas palavras as minhas entre amigos. Parabens!!!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails