19 de outubro de 2013

Sobre os problemas do "eu" - Bob Adams 1/2


"É muito bom estar de novo com vocês, e sei que alguns de vocês não conseguem esperar até que eu comece a falar, mas digo a vocês que na verdade, é no silêncio que se recebe a melhor mensagem. 
O Silencio é outro nome para Deus.

Quietude é um nome para a Consciência, a Paz. Tudo se encontra em silêncio, nem tanto nas palavras, mas na quietude; Deveriam tratar de estar em silêncio durante todo o tempo que possam, especialmente quando estão em casa. Tratem de sentar-se em silêncio em tranquilidade, durante o tempo que possam. É do silêncio que recebem a mensagem. É em silêncio que a consciência pura se revela. Nunca tenham medo de sentarem-se em silêncio, é seu maior patrimônio.

Recebo muitas chamadas telefônicas. Uma das solicitações mais frequentes que recebo é como resolver problemas pessoais. Tive uma esta manhã, e a pessoa tinha tantos problemas, apesar de que havia começado a meditar desde os vinte e cinco anos, todavia tinha problemas. 
Só existe uma forma de eliminar todos os problemas - não importa o tamanho deles. Não importa o quão grave sejam. Há uma maneira de eliminar tudo. E essa maneira é dar-se conta de que "eu não sou o fazedor". Em outras palavras, o problema não tem absolutamente nada a ver contigo, mesmo que pareça, é só um aparência.

O que é um problema realmente?
Um problema é algo que não vai como você queria que fosse. O mundo não gira da maneira que você quer, isso é um problema. As coisas não estão indo na direção que você gostaria, ou que as coisas estão ocorrendo sem que você tenha o controle, por isso você acredita que tem problemas. Mas se olhar para qualquer pessoa nesse planeta, verá que o que é problema para um não é para outro.

De onde vêm estes problemas? Nos disseram o que é bom e o que é ruim, por isso se você não tem o bom que acha que deveria ter, temos um problema. Mas na verdade nada é somente bom e nada é somente ruim, existe apenas o pensamento bom e ruim que cobre a realidade, o fato, o momento. Portanto, se você se livrar desses pensamentos, dessa mente julgadora acabaram-se os seus problemas.

Quando a mente e o ego são transcendidos, um poder misterioso toma conta, e de uma maneira bem melhor do que você faria sozinho. Mas primeiro a mente e o ego precisam desaparecer.

É difícil para a maioria das americanos fazer esse tipo de coisa, porque foram ensinados a utilizar a mente. A mente é tudo para a grande maioria das pessoas, e elas creem que se não usarem a mente serão como vegetais.
Pelo contrário, o que é a mente? É só um aglomerado de pensamentos, do passado, do futuro. Em geral você se preocupa com o passado, e tem medo do futuro, porque a mente não coloca este tipo de coisas, não somente nesta vida, mas também experiências de vidas passadas.

Se começar a se dar conta de que "eu não sou o fazedor", onde está o problema? 
Para começar, o universo é seu amigo, e não pode te causar danos. O substrato de toda a existência é o amor. Portanto se você desenvolver uma consciência de amor, não haverá problemas, porque o amor cuidará de tudo. O amor é o mesmo que a consciência absoluta, inteligência pura. O amor é o mesmo que Parabhahma. Uma vez mais, é o substrato de toda a existência. Assim que, se tem amor suficiente não há problema.

O único problema é quando você acha que é humano e você pensa que você é o executor, em outras palavras, quando você acha que seu eu fez isso que algo de terrível vai acontecer. Mas novamente, algo de terrível é somente uma ideia preconcebida, não a verdade. Algo terrível, é um conceito que entrou na sua mente e que você o reforça acreditando nele, uma espécie de lavagem cerebral. Você acha que tem de viver de uma certa maneira, e se isso não acontece o conceito de "algo terrível" entra em cena. Você acha que tem que ter certos bens, um grande amor, e se isso não acontece, o conceito de "algo terrível" entra em cena. Quando você começar a compreender o que significa " eu não sou o fazedor", você se liberta de todos os problemas.

O que quer dizer " eu não sou o fazedor?" ( e isto é o que deverias fazer toda vez que pensa que tem um problema) 
Para começar, primeiro perceba que tudo, quero dizer TUDO foi determinado antes de vir a esta terra. Tudo foi planejado para você, até o dia em que você deixará este corpo. Tudo está predestinado. Se você sentir isso, aceitar isso, onde está o problema? Qual é o pior que pode acontecer na sua vida? Se você analisá-lo, não é assim tão ruim. Pode parecer ruim, mas não é. E lembre-se como funciona a aparência. É como por exemplo uma corda e uma cobra. Um homem sai do banho no escuro e esbarra em uma corda que ele acha que é uma cobra, e fica morrendo de medo. Quando ele descobre que não passava de uma corda, ele relaxa.

Assim é quando você pensa que tem um problema, você pensa, pensa, pensa é como ter uma cobra, mas na verdade é somente uma corda. Não é realmente um problema, é apenas a ideia preconcebida de que algo vai ocorrer se você não conseguir o que quer. Isto porque mais uma vez, você foi levado a acreditar que sua vida precisava ir de certa maneira, quando na verdade a vida não segue nenhuma regra, e pode ser de qualquer maneira. (...)

Não existem erros. Tudo foi predeterminado antes de vir a esta terra, portanto não reajo negativamente. Eu sinto que sou o universo, e que tudo está bem como está. (...) O ponto é que tudo, tudo o que acontece com você, foi determinado com antecedência, não há nada de ruim ou errado.

Então como devo lidar com as coisas? Primeiro perceba que "eu não sou o fazedor". Quando se der conta de que não és o fazedor, significa que seu corpo está passando pela experiência, mas você não.
O seguinte é se perguntar: " Quem está tendo esta experiência?" "A quem ela acontece?" Vem a mim. Me sinto mal. Sinto a depressão. Me sinto ferido. Sinto que me roubaram ou bateram no meu carro. Estou cansado. Estou com raiva. Estou magoado. Quem é este eu? Como pode o eu ser tantas coisas, cansado, deprimido, ferido, furioso? Por que se prender tanto a sensação do eu? Te prendes à sensação do eu, siga até a fonte. Quando você segue até a fonte desse eu, verá que a fonte de si mesmo é a consciência, ou Consciência Absoluta. Mas agora, a única maneira de segui-lo até a fonte e esquecendo o seu problema, já que não podes fazer duas coisas de uma só vez.


Portanto, é necessário se afastar conscientemente do seu problema. Você verá que os problemas realmente não existem, são fatos da existência acontecendo, só que você se ligou a eles, através dos conceitos que você tem em mente. Se você identifica sua verdadeira origem eles desaparecem. Se você se fixa a eles, eles persistem. 
O eu é a base de tudo. Quando mais você se desidentificar do eu, verá que os problemas dissolvem por si mesmos, e você começará a rir; Porque é praticamente impossível que seu Ser real, tenha um problema. Porque seu Ser real é onipresente, absoluto; Seu verdadeiro Ser é vacuidade, nirvana, inteligência pura. Seu verdadeiro Ser é onipresente, está presente em todas as partes ao mesmo tempo. 
Quando compreender quem você É, nunca nada irá incomodá-lo novamente." 
[ continua...]
Robert Adams em  Satsang

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails