17 de fevereiro de 2011

Onde nada impede a luz...


"-Não digam:
Vamos fazer silêncio!
Parem de fazer barulho
O silêncio desde todo o sempre aí está.

-Não digam:
Vamos fazer o vazio!
Parem de produzir pensamentos
O vazio desde todo o sempre aí está.

- Não digam:
Vou para o deserto!
Parem de ir pra lá
Sejam desde já o que restará de vocês
Desde todo o sempre.

Ofereçam suas poeiras às trilhas
Do vento...

O silêncio é como Deus
Basta uma palavra
Para perdê-lo.

O vazio é como Deus
Basta pensar nele
E você já o perdeu.

O deserto é como Deus
Basta um passo em direção a ele
E você já o perdeu.

Os verdadeiros sábios
O que têm mais que nós?
Mais deserto

Ou seja, menos...
Menos barulho
Menos mental
Menos cuidados
Menos ilusões
Menos...

Os verdadeiros sábios
São desertos;
Projetamos sobre eles
Nossas miragens mais belas
E ao chegarmos perto deles
Eles nos deixam a sós
Face a face com nós mesmos

Cabe a cada um de nós
Cavar o seu próprio poço
Descobrirá então
Que a sabedoria
É o deserto
"Menos" a sede
A sombra ou o oásis
Onde nada impede a luz"...
Poema de Jean-Yves Leloup

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails