15 de novembro de 2012

Nosso Centro de Paz...

 Em cada um de nós existe um centro pacífico, eterno e silente, um espaço que é um não-lugar, mas mais uma dimensão, dimensão esta que sustenta todas as outras.

Essa essência luminosa, independe de adequações, de explicações, independe de qualquer coisa, simplesmente é, e por ser, permite que todo o existir aconteça e flua...

Em cada um de nós bate um coração que em compasso com o coração do mundo, vibra e dança, canta, mas também chora, e sente medo, saudade, e se emociona, e pede perdão.
Temos a imensa capacidade do encanto, de identificação, somos capazes de mergulhar nas mais diversas experiências, e nem nos damos conta do quanto aprendemos e do quanto estamos dispostos a ir mais e mais fundo em tudo aquilo que nos acontece;

Por vezes, perdemos de vista aquela serenidade constante, nossa base primordial, tamanha é nossa avidez por conhecer, vivenciar, aprender, experimentar. Nossos sentidos nos colocam em tamanhas dimensões, tão fascinantes, que somos totalmente aquela descoberta, e daí percorremos tantos caminhos, dispostos a desvendar os mistérios da vida, mais e mais..

Temos em nós essas dimensões todas, e muitas outras que ainda iremos descobrir.
A partir da experiência no mundo, criamos nossas asas e alçamos voos ao desconhecido. Crescemos e abraçamos mais e mais tudo a volta, mesmo sem compreender, o amor nos desperta para esta amplitude infinita, e absolutamente deslumbrante do viver e descobrir...

Nossa essência permanece aqui, pura, serena, pacífica, radiante.
O sol não se põe jamais.
Essa chama ilumina nossos sonhos, ilumina nossa realidade, ilumina o despertar e tudo o que acontece.
A luz da consciência permite uma doce e constante auto-revelação.

Passo a passo vamos nos abrindo ao mais e mais profundo, ao mais e mais silente, ao mais e mais belo brilho pacífico do Ser pleno, amoroso, que sustenta o universo inteiro, colore de todas as nuances da realidade, e nessa eterna brincadeira, se descobre chama viva, pulsante, em cada ser, em cada átomo, em cada coração.

Beleza manifesta, nosso centro de Paz permanece. Sereno e doce, permite todos os encontros profundos, e todas as curas e transformações. Nossas raízes profundas...
Aí nunca houve equívoco, nem nunca houve afastamento, nem diferenças, é pura unidade amorosa, acolhedora e simples.
Quando permitimos que o centro pacífico cresça em nós, descobrimos a magia pura do se viver em plena luz, eterna luz.. no eterno dia, consciência viva que permanece...indefinidamente...

Raízes e Asas nutridas, revigoradas, nos levam a plenitude do silencio relaxado; O silencio que dança...
Um silencio que contém em si todas as falas, faces e canções do mundo, e ainda assim permanece absolutamente intocável...
Lilian



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails