9 de novembro de 2012

A Arte de Amar- Se...

Vejo que muito se fala em Amar a si mesmo, mas percebo que muita confusão também acontece nisso.

Amar a si mesmo para muitos significa cuidar do corpo, da aparência, malhar, enfim ter um cuidado com a própria imagem, dar-se presentes, enfim... Trata-se de uma camada dessa auto-estima que é super-válida, sem dúvida, mas que é apenas uma camada bem superficial nessa grande dimensão do Amar-se...

Nosso corpo merece cuidado, merece atenção com certeza, é uma dimensão importante, mas que não pode se transformar em obsessão, em aprisionamento, e acharmos que simplesmente por estarmos cuidando dele, estamos plenamente realizados. Somos muito maiores que nosso corpo. Cuidados pessoais fazem parte da vida saudável, mas podemos ir bem além disso.

Quando começamos a perceber que além do corpo, somos sentimento, somos emoção, somos compaixão, quando começamos a perceber que podemos amar também aqueles que não nos amam, podemos ter cuidado também por aqueles que são diferentes de nós, entramos na dimensão mais profunda do sentir e amar além da forma, além das aparências. 
Nessa camada, o afeto, a proteção, o cuidado falam mais alto, e o amor já está menos preso à forma, menos condicionado àquilo que se apresenta, o amor e o amar nos levam além...

Nessa camada somos capazes de realmente ajudar, acolher, cuidar.. saímos de nós mesmos, dos nossos casulos egoicos, mentais para poder enxergar o mundo pelos olhos dos outros, entramos na dimensão do outro e nos fazemos amigos, parceiros, confidentes...
Descobrimos que somos maiores que pensávamos, e que o amor é capaz de dissolver todas as barreiras e separações. O Amar-se, avançando além do corpo, além da forma... 

Aprofundando ainda mais nessa consciência, entramos na dimensão da unicidade, na dimensão do amor que não divide, amor que abraça, que envolve e que aceita a vida e a realidade e tudo que nela se inclui com a mesma e bela sensibilidade, entramos então na dimensão mais ampla do Amar- Se! 
Não vemos mais nada separado de nós mesmos, não vemos nada como estranho a nós mesmos, o amor se expande de tal maneira que toma todos os espaços, todas as dimensões. 

Somos Amor!

E por sermos Amor, é tudo muito simples e acolhedor.. nos divertimos com a diversidade, o Amor é a suprema cura de todos os males, a grande chama que ilumina, alegra e aquece a vida... 
O Amor é a tremenda força criadora e Amar-Se significa Ser Amor... na sua mais profunda e bela manifestação...

Todo esse caminho está a nossa espera...

Partimos do amor por si mesmo, enquanto corpo, enquanto personalidade e vamos seguindo e ampliando a beleza da arte de amar e de se dar, a ponto que reconhecemos que Somos o próprio Amor.. ilimitado...infinito...absoluto...
Não existe mais peso, não existe mais exigência, não existe mais nada que nos faça nos sentir separados, pois estamos mergulhados no mesmo oceano de Amor, somos a própria Vida que vive em suas infinitas dimensões...

Nisargadatta nos diz que: Onde existe separação, não existe amor, 
Onde existe amor, não existe separação..

A arte de Amar-se é a arte de Dissolver-Se no Amor, dissolver-se de toda e qualquer ilusão de separação...é reencontrar nossa Unicidade original, o retorno à fonte onde tudo e todos sempre foram aceitos, acolhidos, incluídos e amados absolutamente do jeitinho que são... simplesmente por existirem...
Por serem Amor também...
Lilian


4 comentários:

  1. Gracias Lilian, tienes mucha razón en todo, pero el otro día vi en Facebook un cochecito de heladero que un padre había hecho como difraz para su hijo en silla de ruedas y comentándolo y reflexionando sobre ello, creo que el amor más grande que uno puede sentir, por lo menos para mí, es el amor por un hijo, es un amor que da todo y no espera nada.
    Que tengas un maravilloso fin de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carina, agredeço por sua luz...
      Tenha um lindo final de semana também. Namaste.

      Excluir
  2. Oi Lilian,
    Estou sempre lendo,mas não sei se já comentei por aqui,rs.
    O amor é muito confundido mesmo,eu mesma às vezes paro pra pensar no que anda me fazendo bem ou mal,no que está me sobrecarregando,no que posso acrescentar ou diminuir.
    Busco fazer da minha vida mais feliz,mesmo que nem sempre seja tão simples e acho que o amar-se também está aí,em ir além.
    um ótimo final de semana,esse espaço nos trás muitas reflexões.
    abraço,=)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suelen, agradeço sua presença e sua luz! Abração e um lindo final de semana prá você também!!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails