9 de fevereiro de 2010

Graça...



Existem momentos em nossas vidas que alcançamos dimensões que jamais imaginaríamos alcançar.
Alguma coisa acontece em nosso Ser, em nossos corações, que saímos da lógica, da razão e por uns instantes apenas mergulhamos em um Todo indizível....indescritível...

Pode parecer estranho para algumas pessoas, mas esse estado é o que os antigos chamam de Graça, ou estado de Graça...

Uma amplidão interna que se exterioriza e flui do nosso Ser, do nosso coração, até alguém ou algo especial que evocou esse estado em nós...
Os mestres dizem que esse estado de Graça é o estado natural do Ser, é a nossa natureza plena, radiante e liberta...que ama e irradia esse amor, essa luz livremente...

É fácil comprovar isso quando vemos uma criança brincado, sorrindo, correndo, quando admiramos uma árvore florida, radiante de cores, que emana uma aura luminosa de beleza expontanea, que nos remete as pequenas perfeições divinas; isso é muito evidente nos pássaros, nas borboletas, nos animais; é fácil ver isso na radiância da juventude que ri, que se diverte consigo mesma, que faz da vida uma grande descoberta; é fácil ver isso em momentos de encontro profundo entre duas ou mais pessoas que silentes penetram nesse estado pelos olhos e pelo coração.... a fala se cala, ela é até desnecessária, nesse caso o silêncio diz bem mais...

O mundo irradia essa Graça...ela é ele...ele é ela...mundo e Graça são a mesma coisa...
Esse estado de Graça nos remete ao mesmo tempo ao imensamente grande amor universal, belo, pleno, repleto em si mesmo, e ao mesmo tempo ao pequenino instante, ao fugaz, ao extremamente simples e frágil...

Algo paradoxal mas que nem sequer pede explicações de tão belo e eterno que é...
Amor
Lilian


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails