5 de janeiro de 2010

Barca vazia...

Ontem a noite, fui fazer um dos meus passeios preferidos. Fui passear na praia a noite.
A Praia dos Anjos nos convida a caminhar tarde da noite. Em plena solidão, silêncio, ouvindo o canto suave das pequenas ondas que balançam aos nossos pés...
Ali dormem também as embarcações da cidade...o agito do dia, o entra e sai dos turistas, barqueiros....enfim, a noite se
transforma em paz...muita paz.
A lua refletida na água, mostra sua face e sorri. As luzes da cidade ao longe, nos lembram que a vida descansa, acolhida em suas casas...as mentes dormem seu sono merecido...

É mesmo um convite a contemplação e a desgustar desse momento único....sublime e eterno.

Eu ali, vendo tantos barcos vazios, repousando, se deixando levar pelo balanço das ondas, me veio a imagem de que somos barcas também....
Ser barca vazia é simplesmente divino....não ter nada, não levar nada, existir simplesmente...se deixar levar pelo sabor das ondas e do mar...

Me senti exatamente assim...

Não preciso demonstrar nada, nem alcançar nada também...
Essa condição de esvaziamento é tão gostosa e tão simples que nem dá para explicar com palavras...considero um verdadeiro presente...de Deus a cada um de nós.
Deixar-ser,
Deixar-não ser,
Deixar- levar,
Deixar-ir,
Deixar- existir,
Deixar-não existir,
Enfim...deixar-se plenamente entregue a vontade de Deus...

Barca vazia...é assim que me sinto....
Amor
Lilian



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails