12 de janeiro de 2010

EU...



Mesmo que navegue léguas sobre o mar,
Mesmo que a neve ou o vento me derrubem no cansaço,
Mesmo que a noite mais escura, cegue meus olhos,
Mesmo assim, ainda existo.

Mesmo que o tempo desgaste minhas forças,
E a saudade me corroa todas as entranhas,
Mesmo que eu mergulhe do pico mais alto,
Mesmo assim, ainda existo.

Não são montanhas nem vales,
Nem lagos, nem mares,
Nem sentimentos, nem perdas que me aniquilam.
Não existe tristeza suficiente, nem medo que me paralise.

Existe apenas EU
Nisso e naquilo
Sempre, haja o que houver.

Não sou tempo, nem espaço,
Sou vida infinita, eterna,
Plena e abundante,
Mergulhada em si mesma, vivo simplesmente.

Me movo como quero e desejo,
Ir e vir são o mesmo.
Alto e baixo,
Quente e frio.
Ontem e hoje não existem
Sou o eterno agora.
Venho a tona e mergulho, simples assim...

Inspiro e expiro a mesma respiração eterna.
O sopro sou EU

Nem vida, nem morte..
Presença, sabedoria, beleza infinita.

Amor é todo o meu Ser
Amor é a fonte
Amor pérola verdadeira,
Simplesmente
Amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails