17 de janeiro de 2010

Como um rio que flui...


Uma das coisas mais incríveis que vem acontecendo comigo nesses últimos dias, é que venho sentindo a ampliação de percepção...

Vou explicar melhor...

Passar a perceber o mundo, as pessoas, as situações, os instantes, não como "coisas" separadas, formas, aparências, mas perceber tudo a nossa volta, e nós inclusive, como uma mesma e única presença, uma mesma e única experiência, que flui, e flui por toda a parte e por todos os rostos, mas é o mesmo fluxo...nossa é divino demais...nem dá para explicar...é só mesmo beber dessa consciência e amar...

Quando aos 16 anos, li Siddhartha de Hermann Hess, (um presente de um querido professor de química rsrsr)....foi na minha cabeça uma revolução...
Algo bateu tão fundo que a partir daquele livro minha busca literalmente começou...

Quando Buda falava que nossa existência é como um rio que flui, da fonte até a foz, que é o mesmo rio, e ao mesmo tempo é um rio novo a cada instante.....
Nem precisa dizer como fiquei super intrigada com o que isso significava...
Claro que dei váriasssss explicações para essa frase dele, é lógico.....mas nada foi suficiente rsrsr

Hoje essa frase não é mais explicada em mim....ela é vivida e vivenciada através de mim....
Vida que flui,
vida que vive,
vida que ama,
rio e vida são a mesma coisa...
vida e consciência são a mesma coisa...
Vida e Deus também...

É maravilhosa essa tomada de consciência...tudo se torna uma imensa sinfonia divina...

Cada pensamento, cada palavra, cada gesto, uma folha que cai, um olhar que se encontra com o seu, um raio de sol, uma emoção, uma frase de alguém, tudo absolutamente TUDO é importante, precioso, magnífico...não existem mais qualitativos...tudo É...

A energia divina se expressa, se manifesta como, quando e onde quiser....basta apenas termos olhos sensíveis para ver...
É isso...
Amor
Lilian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails