22 de março de 2013

A flor da Virtude...


"Quem há de conquistar esta terra e o mundo de Yama ( a morte) e dos devas ( deuses) ?
Quem descobrirá o Caminho da Virtude, assim como o jardineiro escolhe belas flores?
O discípulo que procura compreenderá esta terra e o mundo de Yama e dos devas.

O discípulo que procura descobrirá o Caminho da Virtude, assim como o jardineiro escolhe as melhores flores.

Se percebermos que o nosso corpo é como a espuma e compreendermos que é uma miragem, transporemos os espinhos do desejo e escaparemos do reino da morte.
Se colhermos apenas as flores do desejo e a nossa mente se distrair com os prazeres deste mundo, a morte nos arrastará assim como uma inundação arrasta um povo enquanto ele dorme.

Se colhermos as flores do desejo e a nossa mente se distrair, insaciável aos desejos, a Morte nos colocará  sob o seu domínio.
Assim como a abelha suga as flores e logo se afasta, sem ferir a sua cor, nem o seu perfume, assim o Mestre passa pela vida.

Não deveríamos nos preocupar com os erros dos outros, nem com o que eles fazem. Observemos os nossos próprios atos, o que fizemos e o que deixamos de fazer.

Assim como uma linda flor de cores brilhantes que não possui aroma, assim são estéreis as palavras de quem diz, mas não as põe em prática;

Assim como uma imensa variedade de flores, forma um sem fim de guirlandas, assim podemos levar a cabo um sem fim de obras durante a nossa vida.

O aroma das flores não se propaga contra o vento, nem a fragrância do sândalo, da rosa ou do jasmim, mas o aroma do Mestre se espalha contra o vento, viajando em todas as direções.

Há aromas de sândalo, rosa, lótus e jasmim, mas superando todas estas fragrâncias está o aroma da Virtude.

O aroma da rosa ou do sândalo não vai longe, mas a fragrância da Virtude se espalha inclusive entre os deuses.

Mara ( o tentador) não se atravessa para aqueles que percorrem O Caminho da Virtude e que vivem Despertos; são esses que estão realizados.

Assim como o lótus e a sua fragrância podem germinar e florescer sobre um monte de lixo, assim entre a multidão resplandece o discípulo que encontra Buda, ( o Perfeito Iluminado)."
Dhammapada, pelos caminhos de Buda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails