2 de maio de 2011

O Bom humor...



A melhor defesa que podemos ter nessa vida, sem dúvida nenhuma é o bom humor.
Podemos em muitas situações até experimentar outras, mais comuns vamos dizer assim...mas sem sombra de dúvida nada supera o bom humor.

Aquele que é bem humorado, e não se ofende com as opiniões alheias, está na verdade dando um passo enorme em direção ao Self, a consciência pura, uma vez que tudo que o ego mais odeia é ser colocado em situações de provocação, ou ser desafiado, ou ser surpreendido.
O ego não suporta não ter razão, e mais, suporta menos ainda que o coloquem frente a frente com a sua real condição, isto é, de ser desmascarado.

Um ego inflado, egocentrado é muito fácil de se identificar. Mas um ego inferiorizado, que sempre se coloca por baixo, sempre tem que ser mais baixo que os outros, esses são mais difíceis de se identificar, por serem mais aceitos pela sociedade, e também evoca uma certa compaixão nas pessoas, pelo fato daquela pessoa ter sofrido tanto, ter passado por tantas situações difíceis e tal. Mas se olharmos com atenção, veremos ali também um ego inflado ou que usa a máscara de sofredor para ser mais que os outros, mesmo que seja para mais dor.

Por isso, quando vemos alguém que realmente aceita a vida com leveza, descontração, que brinca de certas coisas que lhe acontecem, que aceita as brincadeiras e as provocações de outras pessoas sem se ofender, mostra que esse ego é poroso, permeável, que está na verdade se tornando flexível pois já reconhece a imprevisibilidade da vida. Reconhece que ela não foi feita para ser levada a sério, que somos todos parte de uma família, com isso todos passamos pelas mesmas coisas, vivemos situações muito semelhantes, não somos extraordinários, estamos todos no mesmo barco..rsrs

Osho aponta essa questão do bom humor como a defesa mais sábia, e nos mostra que além disso, a alegria se torna contagiante e reveladora da nossa natureza essencial, pura, inocente, em eterno aprendizado e descoberta. Esse olhar do Ser incorpora a vida e a existência com amor, daí não caber seriedade absoluta, pelo contrário, se formos olhar a vida pelo olhar da lógica, da razão, vemos que ela foge totalmente a qualquer racionalidade, pelo contrário, a grande beleza da vida, da existência está justamente na sua imprevisibilidade.
O fato de nunca sabermos o que irá acontecer, deixa tudo sempre em aberto, todas as possibilidades estão presentes, todos os elementos estão presentes, não sabemos quais irão acontecer nem como...

Essa imprevisibilidade chega a ser engraçada. Uma canção do eterno, em fluxo constante, nascendo e morrendo a cada instante, movimento e repouso, som e pausa, expiração inspiração...ou seja os paradoxos se completam e se integram em uma harmonia dinâmica, onde nada é novo e tudo é novo ao mesmo tempo...e nós todos acontecendo nessa dança eterna...

Nada melhor que deixar a alma dançar com essa música, e com a alegria daqueles que compreendem essa Leela de Deus...em retribuição a tanta beleza inexplicável...abrir o coração e sorrir para a Vida...
Amor
Lilian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails