4 de abril de 2012

Entrego, confio, aceito e agradeço - Hermógenes


"Cuidar do corpo é a coisa mais prática para os jovens, faz muito bem, mas não é o bastante.
O ser humano não é o corpo. Ele possui um corpo, manobra com o corpo, cuida do corpo, mas ele não é o corpo.

Yoga é um estilo de vida, que cultiva o corpo , mas cultiva também a mente, trabalha com as energias.

Você não deixa de praticar Yoga quando já não tem o corpo. Envelhecido, com 89 anos, eu continuo praticando Yoga, mas sem trabalhar o corpo.
É muito pobre a concepção do Yoga como ginástica física.

Minha vida não tem o viço, o brilho e as besteira da juventude. Mas, estou feliz, trabalhando, aprendendo a cada hora. Aprendendo no sorriso e na dor. Estou buscando uma verdade que me liberte conforme prometeu Jesus Cristo.

A verdadeira liberdade é estar na Unidade. É preciso deixar de me sentir diferente dos outros. Cultivar o amor. O amor reaproxima, vence a distância e a ignorância.

A felicidade... as pessoas buscam a felicidade no filme das seis, no jogo do flamengo, no jogo da Bolsa. Isso tudo não é, nada disso dá felicidade. Por quê? São muito fugazes. Não pode ser feliz aquele que está se sentindo muito bem, mas começa a ter medo de perder o objeto que lhe está fazendo tanto bem.

O sofrimento não alcança apenas os maus, os perversos. O sofrimento alcança os bons. O sofrimento dos bons, na minha observação, no meu estudo, pode ser a oportunidade de afastar os futuros obstáculos. Não digo talvez os últimos, mas os obstáculos mais sérios. Então, aproveite o sofrimento e veja a lição que ele vem trazer.

Isso que nós estamos fazendo agora é Yoga. Procurar ter uma visão mais verdadeira, mais bela das coisas..."
Professor Hermógenes em entrevista ao filme Eu Maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails