15 de janeiro de 2012

Vida - Um único fenômeno


"Osho, em meus momentos de maior alegria, de maior silêncio sinto que estão acompanhados de uma sensação de expansão; Este impulso também está presente no impulso por unir-me a algo, a alguém que amo. De onde surge este desejo?

Este impulso não é algo que venha de fora. É um sentimento inato de unir-se a algo com o qual já foste unido uma vez; e com o que segue sendo unido, mesmo que não sejas consciente disto. Por isso, só é uma questão de consciência, de recordar.
Você nunca foi a nenhuma parte. Segues aqui; tua mente é a única que continua movendo-se a lugares distantes. Se a mente está em silêncio, de repente descobres o momento cristalino, aqui e agora, e o sentimento de unidade com o Todo.

SOMOS UM
Não podemos ser de outra forma.
Não há outro caminho.
A Vida é um único fenômeno, a existência não está dividida; mas a mente tem a capacidade de esquecer disso.
A mente tem a capacidade de sonhar com coisas distantes. Quando você dorme a noite em sua cama e começa a sonhar que está na lua. Quando acordar pela manhã, você se perguntará como voltou para a casa, porque estava na lua? Se acordas de repente, não estarás na lua, estarás na sua cama. Nunca estiveste na lua. Mesmo quando sonhava que estava na lua. não estava lá. A lua era um sonho, estar nela era um sonho; você estava na sua cama, em sua casa.

A mente é capaz de viajar a muitas distancias. Por isso, de vez em quando, quando não está distante, quando algo muito surpreendente a traz ao aqui e agora; um belo entardecer, uma pintura bonita, um baile..., qualquer coisa a pode atrair de volta. Se há algo verdadeiramente encantador que está ocorrendo aqui, você não pode vagar por aí; tem que voltar para casa. Por isso o momento de um entardecer, ou de escutar uma música..você sente uma unidade. E é tão plena tão satisfatória que você gostaria que persistisse cada momento, para sempre.

A brincadeira é que a unidade persiste a cada momento eternamente. Você é que vai daqui para ali, esquecendo-se da unidade mais uma vez.

Terá que voltar-se novamente.
Uma vez que tenha compreendido a situação básica, nada mais faz falta. Simplesmente feche seus olhos e sinta o aqui e agora, e de repente toda a existência abre suas portas.
Você sempre foi parte dela.
Você é parte dela.
Não pode ser de outra forma."
Osho em Além da Psicologia 2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails