2 de janeiro de 2012

A Paz da aceitação...


"Osho diz que o ensinamento de Buda, o supremo de todas as religiões, está pautado basicamente numa palavra: Tathata. Tathata significa “aceitar aquilo que é”, porque não há diferença entre você e o que está acontecendo.

De fato, seria muito significativo se você aplicasse este ensinamento no seu dia a dia... “Caí e machuquei o joelho.” – Tathata! Eu sou o joelho machucado, a queda, a observação do evento e o evento, sem separação. “Estou com fome, mas não tem o que comer.” – Tathata! “Estou com fome e tenho o que comer.” – Tathata! “Comi mais do que precisava” – Tathata! “Não consigo dormir.” – Tathata! “Não consigo acordar.” – Tathata!

Aceitar aquilo que é, significa que o que quer que seja que esteja acontecendo, é exatamente o que está acontecendo e não há nada contrário a isso, porque é você acontecendo. Porém, digamos que você esteja a brigar, Tathata, aceite isso também. Não julgue absolutamente nada do que está acontecendo.

Um bom grau de maturidade é o único requisito para que você entre amorosamente neste segredo. Se você precisa de um mantra, faça de “Tathata” o seu mantra. Diariamente: “Tathata, tathata, tathata, tathata” – aceitação é uma chave para a liberdade. Compreenda isso e, aos poucos, verá que tudo a sua volta vai mudando, porque você já não é mais o mesmo.

Existe paz até na briga, mas isso está além da mente, não pode ser compreendido através da mente. A mente é dual. Segundo a mente, para existir uma coisa, a outra deve ser excluída. Mas não é assim que funciona. Não estamos aqui falando da paz que existe em oposição ao conflito. Essa é a “paz” da mente. Estamos aqui em nome da Paz que não existe em oposição a nada ou, ainda, a Paz onde tudo mora.

A briga da mente existe devido a alguma intransigência imatura em ocorrência. E, se é imatura, essa intransigência, não há como amadurecê-la enquanto ela permanecer imatura. Neste caso, espera. Simplesmente rejeite o julgamento em relação a si mesmo, que diz isso não deveria estar acontecendo. Se o corpo-mente se encontra num estado de combate ou de êxtase: Tathata! Tudo é o que é."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails