20 de agosto de 2011

Sobre a solidão...


Dia desses, um amigo me fez essa pergunta: Existe verdadeiramente a solidão ? É possível estar verdadeiramente só?
Confesso que essa pergunta me abriu uma profunda reflexão, que partilho aqui com vocês.

Solidão verdadeira é impossível, é algo que só existe na mente, já que a dimensão material, física é inteiramente partilhada com todos; Desde o ar que respiramos, os alimentos, o mesmo chão que pisamos, mesma água que bebemos, mesmo céu que temos sobre nossas cabeças, enfim, solidão física não existe, mesmo que vivamos no alto do Himalaia, ou em uma ilha deserta a milhares de milhas no oceano, estamos em profunda conexão com o Todo, pois o sol que nasce é o mesmo que nasce nas grandes metrópoles, o oceano é o mesmo, o mesmo ar...enfim...

Mas a solidão da mente esta sim é solidão de verdade - explico: Porque a mente só se relaciona com a mente...a mesma mente que fala e a mesma mente que responde...

Todo diálogo é da mente. Se uso estas palavras para me comunicar com você, estou usando a mente, e para compreender você usa a mesma mente. Toda linguagem, toda escrita, os símbolos foram criados pela mente para que fosse possível a troca de informações.
Só que, a mente é criativa, a mente projeta na realidade aspectos que não existem de fato. Essa criatividade é o ego que cria a partir de suas próprias memórias, suas próprias imagens subjetivas... Aquilo que eu escrevo pode ser interpretado de milhares de formas diferentes, pois está diretamente relacionado a quem vê, a quem lê...

Com isso, podemos perceber que a "ideia" de solidão é a mente que cria. Pois subjetivamente ela pode criar qualquer coisa que queira...e projetar na realidade como um projetor de cinema. A tela da realidade não se deixa afetar pelo que é projetado nela...ela permanece sendo a tela, mesmo que seja uma projeção de alegria, ou de tristeza, ou uma projeção se suspense...a tela permanece intocada...

Enquanto se vive no filme da mente, pouco ou quase nada se conhece da realidade.
Cada um vive seu filme particular, e o projeta, e dessa projeção novo filme é criado, e mais projeção acontece...

Daí eu pergunto: Isso não é solidão? Cada um vivendo no filme da sua mente..com pouco ou nenhum contato com a realidade sem projeções...com pequenos encontros, se é que podemos chamar de encontros, dentro dos seus próprios filmes?

Solidão existe sim, na mente. Enquanto se vive na mente só existe solidão.

O encontro só é possível quando se vive na realidade única, que é presente, aqui-agora. E o olhar é puro, sem projeções, sem fantasias ou passado - e aquilo que É, é percebido nitidamente, sem nenhuma fixação, nem analise, nem julgamentos, distorções ou adjetivos..
Viver no momento presente é sair do casulo da mente, e de repente se deparar com o verdadeiro encontro, que mais que encontrar-se com "alguém", encontra-se verdadeiramente o Todo.
Isso é sair verdadeiramente da solidão...de uma vez por todas...só que não mais existe um "eu" projetando na realidade, o "eu" simplesmente desaparece, para que o Todo possa se manifestar como queira...
Se o "eu" está presente, a solidão é criada. Se o "eu" não está presente, a solidão não é possível existir.

Todo isolamento é mental. Nunca na existência foi possível ou será possível o isolamento verdadeiro. A natureza não conhece solidão. As árvores, as florestas, os animais, os rios, lagos, oceanos, não conhecem nenhuma solidão. Vivem plenamente no Ser ou seja, estão plenamente mergulhados na Totalidade.

Só mesmo o ser humano com sua mente é capaz de experimentar a solidão. E só mesmo o ser humano pode ir além da mente, coisa que nenhum animal, planta pode fazer. E ir além da mente, passando pela solidão da mente, é que se revela o Buda que existe em cada um de nós, ou seja, o revelar de quem somos nós verdadeiramente. Não um pequeno "eu" que vive mergulhado em seus pensamentos isolados, mas sim o Todo Absoluto, ou Deus, que se manifesta na dimensão da matéria para se conhecer e se experimentar a Si mesmo...
A solidão da mente, tem esse objetivo, revelar o Buda que existe em você...
Amor
Lilian

Um comentário:

Related Posts with Thumbnails