22 de agosto de 2011

Fazendo as pazes com a Vida..


Hoje resolvi fazer as pazes com a vida,
Quero deixar as queixas de lado
E todas aquelas reclamações que não tem fim.
Percebo que cada vez que reclamo
Me enfraqueço,
Perco as forças,
Desespero.
Caio numa espécie de poço sem fundo,
E dali não enxergo a luz.

Hoje resolvi fazer as pazes com a vida,
Não mais ficar buscando explicações e razões,
Não mais fracionar ou dividir, mas somar, somar e somar.
Perceber a grandeza acontecendo,
E mesmo que não perceba essa grandeza toda,
Relaxar e apreciar aquilo que está aqui,
Agora,
Neste momento,
E degustar o sabor que se apresenta,
O som, o silencio, a canção.

Hoje resolvi fazer as pazes com a vida,
Desisti de brigar com ela,
Entrego os pontos.
Vi que sou vivida, que sou parte,
Que pertenço,
Sou dela,
Ela me trouxe até aqui.
Ela me sustenta,
Mantém,
Como posso brigar, reclamar,
Se acabo descobrindo que toda reclamação é cegueira,
É falta de consciência,
E quem realmente perde sou eu.

Hoje resolvi dizer um enorme SIM à vida,
Acolher e amar
Compreender e seguir.
Cobrir com amor,
Cobrir com um abraço largo tudo aquilo que não compreendo,
E mesmo assim,
Viver.
Não com uma mente que reclama e não aceita,
Mas com um enorme coração,
Que mais que entender acolhe,
Sorri,
E ama,
E nem se importa com o que seja certo ou errado.

Hoje resolvi fazer as pazes com a vida,
E descobri que tomando esta atitude,
A vida me sorri de volta,
E percebo que as pazes aconteceram dentro,
Não fora,
Aqueles "obstáculos" se tornaram flores,
E de uma hora para outra,
Me vi profunda e pacificamente
perfumada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails