17 de maio de 2010

Mooji..


“Este ‘eu’ pessoal, o “me”, é como um dedo quebrado: em qualquer lugar que for, ele causará problemas; tudo que ele toca, dói.
Este quem está identificado com este ‘eu’ pensa que qualquer coisa que aconteça em sua vida é causado pelo meio que o cerca, incluindo as pessoas ao redor.
Ele dirá: ‘Os outros me causaram dor’, ‘minha circunstância de vida, 'sou responsável'.
É interminável.
Outros poucos vêem isso como uma oportunidade, ou se interessam por encontrar a fonte de todos os problemas, de todo o seu sofrimento.
‘Eu’ é a causa dos seus problemas. Justamente por você ter feito um ninho dentro do sentimento pessoal do ‘eu’ que você está apegado é por que você está sofrendo.
Não conserte sua vida. Encontre este ‘eu’ e veja o que acontece.
...
Por que você diz ‘eu quero ser livre?’ Eu compreendo esta contenda e este sentimento que profundamente o tocou. Então, vamos averiguar e ver se nós podemos determinar qual é realmente o problema. O que nós iremos remover é a convicção de que tudo não está bem.
E quando nós vamos verificar para descobrir o por quê, nós iremos compreender que você está identificado com a morte.
Você está se identificando com algo que não dura, que não tem longevidade.
Você se apaixonou pelo tempo. Você se apaixonou pelos objetos, pelas ideias que estão em transição. É assim que todo o problema começa. E como a confusão entra no Ser.”
...
Quem está por detrás de toda manifestação? Olhe, e você descobrirá que tudo acontece por si mesmo! Quando você vê isso, então sua consciência se torna desocupada. Até então, o seu Ser está ocupado com um sentimento de ‘Fazedor’ (realizador), ‘eu preciso fazer alguma coisa, eu preciso entender.
...
Esforço é requisitado para tornar-se, mas que esforço é requisitado a ser?
Então, deixe tudo como deve ser deixado; testemunhe a Existência espontânea.
Isto não é caótico. Seja o que acontecer, aconteça, e isso faz muito bem.
O suposto patrão – a mente – está causando um monte de problemas.
E não, nós não somente demitimos o patrão, como também desistimos da firma! Veja se o Universo não pára.
...
Muitos de vocês não estão aproveitando o creme da vida, porque vocês têm comprado a versão da mente de como as coisas deveriam ser.
A idéia cortou seu vínculo com a Fonte do seu Eu Real, e não mais flui.
O resultado é desarmonia e sofrimento. Você é o Eu Real, o Absoluto, expressando-se espontaneamente, mas você não sabe disso. Você não precisa nem acreditar nisso! Você pensa: ‘O que irá acontecer se eu desistir do controle? Meu mundo desabará a meus pés!’
...
O estado natural da mente é ficar em silêncio, vazio, aberto.
Não existe nenhuma intenção! Se você pensa que precisa praticar silêncio, encontrar silêncio, manter silêncio, então você tem mal entendido.
Tudo isto, o Universo inteiro, está acontecendo em Silêncio! Não é nada sobre sair correndo para achar algum silêncio.
É reconhecer o Silêncio que não pode ser perturbado aonde você se encontrar, independente da circunstância, da altura do ruído."
...
“Sentir travado, parado, estagnado é simplesmente um pensamento em que se acredita nele. Remova a crença e a estagnação desaparece.
Se um espaço for mantido na escuridão por milhares de anos, quando a janela se abrir –Levará milhares de anos para a escuridão desaparecer? Da mesma forma, em um instante, a Luz da Verdade expele a escuridão da ignorância.”
...
“Você está imaginando que tem estudado e o que está dentro de sua cabeça é o que você sabe. Mas é somente o que você pensa. Apenas o que é confirmado dentro do seu Coração é o real Conhecimento, e o mais alto conhecimento e experiência é:‘ Eu Sou nada’.”
...
“Caminhe pela luz do seu Coração.
O fluxo de cada rio é único.
Eu estou além do rio e do fluxo.
Eu sou a Consciência Livre (Sem Fronteiras).”
Mooji em Reconheça sua Natureza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails