27 de maio de 2010

Cobiça...

"O dinheiro é um assunto carregado, porque a psicologia do homem é cheia de cobiça. Caso contrário, o dinheiro é um simples meio de trocar as coisas, um meio perfeito; não há nada de errado nele. Mas a maneira como o fazemos parece ser totalmente errada.
Se você não tem dinheiro, você é condenado, toda a sua vida é uma maldição, e a vida inteira você fica tentando ter dinheiro por qualquer meio.

Se você tem dinheiro, isso não muda a coisa básica - você quer mais e mais, e não há fim no querer mais - embora não seja o suficiente, nunca é o suficiente, mas é mais do que tem qualquer outra pessoa - você começa a se sentir culpado, porque os meios que usou para acumular dinheiro são feio, desumanos, violentos. (...)

Isso cria dois tipos de pessoas: o que começa a fazer doações para instituições de caridade, a fim de se livrar da culpa e o que se sente tão culpado que fica louco (...)
Sua própria existência torna-se pesada. E o estranho é que ele trabalhou a vida inteira para conseguir todo esse dinheiro, porque a sociedade provoca o desejo, a ambição de ser rico, de ser poderoso.
E o dinheiro trás poder; ele pode comprar tudo, exceto aquelas poucas coisas que não podem ser compradas(...)

A meditação não pode ser comprada, nem o amor, nem a amizade, nem a gratidão podem ser compradas - mas ninguém se preocupa com essas coisas.(...)
Você tem que compreender que o vazio que você está tentando preencher, é porque você deixou de ser existencial. A existência é toda tão repleta...

Então seja existencial, flua e mova-se para mais perto da existência, em silêncio e paz, em meditação. E um dia você perceberá que está tão pleno, muitíssimo pleno, transbordando de contentamento, de êxtase, de benção. Você tem tanto que pode dar para o mundo inteiro, mesmo assim essa benção não se esgotará.
Nesse dia, pela primeira vez você não sentirá nenhuma cobiça, por dinheiro, por comida, por coisa nenhuma. Você viverá não com uma ambição que não pode ser preenchida, nem com uma ferida que não pode ser curada; você viverá com naturalidade e o que for preciso você encontrará".
Osho em Pepitas de Ouro

Um comentário:

  1. Lilian
    A cobiça pode nos levar a atos impensados, a distanciamentos de nós mesmos.
    A cobiça bloqueia o sentimento sublime da amizade.
    E , a cada dia que me transporto para simplesmente pensar, a admirar, a agradecer o momento do amanhecer, do adormecer, do sorrir para o outro, aprendo que somos pura essência e é isso que importa.
    Obrigada por você existir.
    Rosa Quintela

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails