28 de novembro de 2011

Saindo do Sonho...


"Uma das coisas mais importantes que terá que entender do homem é que o homem está dormido. Mesmo que acredita que está acordado, não está.
Seu estado de vigília é muito frágil; seu estado de vigília é tão insignificante que carece
por completo de importância.
Sua vigília é só uma bonita palavra, mas totalmente vazia.

As pessoas dormem de noite, dormem de dia... do nascimento até a morte, e vão trocando suas pautas de sonhos; mas nunca chegam a despertar de verdade.
Só porque tem os olhos abertos, não engane a si mesmo pensando que está acordado.
A menos que lhe abram os olhos interiores, a menos que seu interior se encha de luz, a menos
que possa ver a si mesmo, ver quem é... não creia que está acordado.

Essa é a maior ilusão em que vive o homem. E se alguém se convence de que está verdadeiramente acordado, então já não tem sentido fazer nenhum esforço por despertar.

O primeiro que deve se gravar bem no coração é que está dormido, completamente dormido. Está sonhando, um dia atrás de outro. Às vezes sonha com os olhos abertos e outras vezes com os olhos fechados, mas está sonhando... você mesmo é um sonho. Ainda não é uma realidade.
É óbvio, algo que faça em um sonho carece de sentido. Algo que pense é insubstancial; algo que projete seguirá formando parte de seus sonhos e nunca te permitirá ver a realidade. Por isso todos os budas insistiram em uma única coisa: Acorde!

Continuamente, ao longo dos séculos, todos seus ensinos se podem resumir em uma só frase: deve despertar. E para isso criaram métodos, estratégias, criaram contextos e espaços e campos de energia nos quais em um choque te pode fazer despertar. Sim, a menos que sofra um choque que te sacuda de acima a abaixo, não despertará.

O sonho durou tanto que chegou ao centro mesmo de seu ser; está empapado nele. Cada célula de seu corpo e cada fibra de sua mente se encheram de sonho. Não é um fenômeno de pouca subida. Por isso se necessita um grande esforço para manter-se alerta, atento, vigilante. Para converter-se em uma testemunha.

Se houve uma questão em que estão de acordo todos os budas do mundo, é esta: Que o homem, tal como é, está dormido e deveria despertar. O despertar é o objetivo, o despertar é a essência de tudo seus ensinos. Zaratustra, Lao Tzu, Jesus, Buda, Bahauddin, Kabir, Nanak... todos os acordados ensinaram uma única lição. Em diferentes idiomas, com diferentes metáforas, mas sua canção é a mesma. Assim como o mar tem um sabor salgado, já se prove pelo norte ou pelo sul, pelo leste ou pelo oeste, o sabor da condição búdica é o estado de vigília.

Mas se segue acreditando que já está acordado, não fará nenhum esforço. Parecerá que não tem sentido fazer esforço algum. Para que incomodar-se? E criaste religiões, deuses, orações, ritos, tirados dos sonhos. Seus deuses são parte de seus sonhos, como todo o resto. Sua política é parte de seus sonhos, suas religiões são parte de seus sonhos, sua poesia, sua pintura, sua arte... tudo o que fazem. Como estão dormidos, fazem coisas segundo seu estado mental.
Seus deuses não podem ser diferentes de vós. Quem os vai criar? Quem lhes dará corpo, forma e cor? Vós os criam, vós os esculpem; têm olhos como os seus, narizes como as suas... e mente como as suas!(...)

Por isso Buda nunca falava de Deus. Que sentido tem lhe falar de Deus ás pessoas que estão dormindo? Escutarão em sonhos. Sonharão com o que lhes diga e criarão seus próprios deuses que serão completamente falsos, completamente absurdos. É melhor prescindir de tais deuses.
Por isso a Buda não interessa falar de deuses. O único interesse é
despertar.(...)

O silêncio é o espaço no despertar, e a mente ruidosa é o espaço em que alguém permanece dormido. Se sua mente continua tagarelando, está dormido. Quando vivenciar o silêncio, sua mente desaparece e pode ouvir o canto dos pássaros e não há memorias em seu interior, um silêncio... este assobio do pássaro, este gorjeio, esse voo, e nenhuma mente funcionando dentro de sua cabeça, silêncio total... então a consciência aflora em ti.
Não vem de fora, surge dentro de ti, cresce em ti.
Fora disso, lembre-se: ainda está dormido."
Osho em Consciência

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails