11 de novembro de 2011

Paz a cada passo...


"A esperança é importante por poder tornar o momento presente mais suportável.
Se acreditarmos que amanhã tudo será melhor, podemos encarar a adversidade hoje.
Isso é, porém, o máximo que a esperança pode fazer por nós – tornar mais leve as agruras. Quando penso profundamente sobre a natureza da esperança, vejo algo de trágico.

Por nos agarrarmos a uma esperança no futuro, não concentramos nossas energias e nossa capacidade no momento presente.
Usamos a esperança para acreditar que algo melhor irá acontecer no futuro, que alcançaremos paz, ou o reino de Deus.
A esperança passa a ser um obstáculo. Se você conseguir se abster da esperança, poderá se dedicar totalmente ao momento presente e descobrir a alegria que já está aqui.

A luz, a paz e a alegria não podem ser concedidas pelos outros.
O poço está em nosso intimo e, se cavarmos o suficiente no momento presente, a água jorrará. Precisamos voltar ao momento presente para que estejamos realmente vivos.
Quando praticamos a respiração consciente, estamos praticando a volta ao momento presente, no qual tudo está acontecendo.

A civilização ocidental empresta tanta ênfase à idéia da esperança que acabamos sacrificando o momento presente.
A esperança é para o futuro.
Ela não pode nos ajudar a descobrir a alegria, a paz e a luz no momento presente.

Muitas religiões se baseiam no conceito de esperança, e essa recomendação no sentido de evitá-la pode provocar uma forte reação. Esse choque pode, no entanto, produzir algo importante.

Não estou dizendo que não devemos ter esperança, mas que a esperança não basta. Ela pode criar um obstáculo pra você e, se estiver imerso na energia da esperança, não conseguirá voltar por inteiro para o momento presente.
O que seria uma lástima.

Se você canalizar esta energia para uma conscientização do que está ocorrendo, no momento presente, será capaz de romper com tudo e descobrir a alegria e a paz exatamente no momento presente, dentro de si mesmo e em tudo à sua volta.

A. J. Muste, líder do movimento pacifista em meados do século XX nos Estados Unidos, que inspirou milhares de pessoas, disse uma vez, "Não há caminho para paz. A paz é o caminho."

Essa frase nos diz que podemos concretizar a paz aqui e agora com nosso olhar, nosso sorriso, nosso pensamento, nossas palavras e nossos atos.
O trabalho pela paz não é um meio.
Cada passo que damos deveria ser a paz.
Cada passo que damos deveria ser a alegria.
Cada passo que damos deveria ser a felicidade.
Se tivermos determinação, podemos fazê-lo.
Não precisamos do futuro.
Podemos sorrir e relaxar.
Tudo que desejamos está aqui no momento presente."
Thich Nhat Hanh em Paz a cada Passo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails