8 de setembro de 2010

Hábitos...


"Os hábitos são mecânicos, eles se repetem. Quanto mais você repete algo, mais eficiente você se torna.
Eficiência significa que agora a consciência não é mais nessária. Se você é um datilógrafo eficiente, significa que nenhum esforço é necessário: o datilografar pode ser feito inconscientemente. O corpo está datilografando, o homem não é necessário.
Eficiência significa que a coisa está tão certa, que nenhum erro é possível. Com a liberdade, o erro é sempre possível. Uma máquina não pode cometer erros. Para errar, o indivíduo tem de estar consciente. Assim, seus atos têm uma cadeia de relações com os seus atos anteriores. Eles são determinados.
Sua infância determina sua juventude; sua juventude determina sua velhice; Seu nascimento determina sua morte; tudo é determinado.

Buda costumava dizer: "Providencie a causa, e o efeito estará ali". Este é o mundo da causa e efeito, no qual tudo é determinado.
Se você aje com total consciência, uma situação de todo diferente existe. Então tudo é momento a momento. A consciência é um fluxo, ela não é estática, continua a se tornar nova, jovem, fresca. Então seus atos serão expontâneos.

Lembro-me de uma história Zen: Um mestre perguntou ao seu discípulo uma questão. A questão foi respondida exatamente como devia ser respondida. No dia seguinte, o mestre perguntou exatamente a mesma questão. O discípulo disse: " Mas eu respondi esta questão ontem".
O mestre explicou. "Agora eu estou perguntando-lhe de novo". O discípulo repetiu a mesma resposta. O mestre disse: "Você não sabe! "

O discípulo contestou: " Mas ontem eu respondi do mesmo jeito e você balançou a cabeça afirmativamente. Assim, eu interpretei que a resposta estava correta. Porque você mudou de ideia agora?".
O mestre retrucou, " Tudo que pode ser repetido, não está vindo de você. A resposta veio de sua memória, não da sua consciência. Se você realmente soubesse, a resposta seria diferente, porque muito mudou. Eu não sou o mesmo homem que lhe fez esta pergunta ontem. Toda a situação é diferente. Você também é diferente, mas a resposta é a mesma. Eu tive que perguntar a questão de novo, apenas para ver se você repetiria a resposta. Nada pode ser repetido".

Quanto mais vivo você está, menos repetitivo. Só um homem morto pode ser consistente. Viver é incosistencia; vida é liberdade. A liberdade não pode ser consistente. Consistente com o quê? Você só pode ser consistente com o passado.
Uma pessoa iluminada é consistente somente com sua consciência; ela jamais é consistente com seu passado. Ela está totalmente no ato. Nada é deixado para trás; nada é desprezado. No momento seguinte o ato se acaba e a consciência está novamente fresca.
A consciência estará ali, sempre que qualquer situação surgir, mas cada ato será realizado em completa liberdade, como se fosse a primeira vez que este homem esteve nessa situação particular."
Osho em Psicologia do Esotérico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails