17 de janeiro de 2013

Sobre a Desilusão - Hermógenes

"Lamentavelmente, em geral, as ilusões são mais sedutoras que a libertadora capacidade de as desfazer. 


Nunca fui procurado por alguém se sentindo feliz por ter se des-iludido em relação a qualquer coisa. 

Ao contrário, eles chegam invariavelmente amargurados por terem descoberto que o Fulano, ou a ideologia, ou o contrato, ou o antigo credo, ou o sócio... haviam traído sua boa-fé. Tais pessoas se espantam quando sugiro que festejam a des-ilusão.

Por que, quando por exemplo, morre um ser amado, o normal é o desespero e a depressão? 
Só pode ser porque o ser amado, que era mortal, imprudentemente era visto como imortal. Pelo mesmo auto-engodo, entra em parafuso o indivíduo sem discernimento que confia na perenidade de suas tão idolatradas propriedades. 

Por que tantos matam e se matam à caça de dinheiro? Porque se iludem, vendo o dinheiro como o fim maior de suas vidas, quando não é. O dinheiro 
não passa de um meio.

Enquanto a ilusão nos retém num ponto qualquer do caminho, a des-ilusão vem nos desencalhar, e só desencalhados conseguimos avançar. Então, por que lamentar? Não é melhor festejar o desencalhe?

Se nos deixamos iludir, o que nos resta é procurar identificar por que e como aconteceu. 
Nada a lamentar. 
Nada de amaldiçoar aquele que não correspondeu à nossa confiança. 
E está na hora de reafirmar que perdoar é fantasticamente bom. 

Às vezes, o que chamamos traição acontece porque 
estivemos, lamentavelmente, esperando colher flores de uma planta brava que só tinha espinhos para dar. 
A culpa é da planta ou nossa? Temos sempre o que aprender da experiência desagradável. 
E sempre temos de festejar a des-ilusão. 
Isso nos ajuda a continuar caminhando no rumo da Verdade que liberta".
Professor Hermógenes em Setas no caminho de volta

**
A desilusão, é uma tomada de consciência. Muitas vezes, dolorosa, mas sempre proveitosa. Ela nos chama à realidade, nos chama aquilo que É.

Nos desiludimos na mesma proporção que nos iludimos.

Ninguém faz isso por nós, somos nós mesmos que criamos as fantasias e acreditamos nelas, e alguns até... vivem nelas...
Toda desilusão é positiva na verdade, porque nada melhor do que viver a realidade. Por pior que possa ser a realidade, ainda será sempre melhor que uma ilusão a respeito dela, porque é na realidade que posso realizar, fazer, acontecer e mudar de verdade... na ilusão, não...
Reflitam sobre isso.
Amor
Lilian



2 comentários:

  1. Nossa! Ótimo texto pra reflexão. Realmente, às vezes vivemos numa bolha que alimentamos sem conseguirmos perceber se nos faz bem ou mal. Mas a não-realidade pode ser necessária em alguns momentos porém sendo permanente requer cuidados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mente recobre falsamente a realidade. Reconhecer isso, já é o próprio reconhecomento daquilo que É. Quando cai o que é falso, o verdadeiro naturalmente aparece...
      Grata por sua luz.. Namaste!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails