12 de janeiro de 2013

A Mensagem Central - Gangaji

"Esta manhã numa entrevista, me fizeram uma pergunta : Qual a minha mensagem central?
Minha mensagem central é que sempre, a todo momento e em cada circunstância a consciência silente está viva em vocês.

Não se trata de uma consciência silente que está em oposição a analise ou a fala. Uma consciência silente absoluta; uma consciência que inclui TUDO.
Inclui os pensamentos que tem sobre quem vocês são. 

Os pensamentos que tem sobre quem vocês são, não são vocês. São apenas pensamentos que aparecem dentro de quem vocês são.

Você é consciência silente.

Tenho usado a palavra silencio por muitos anos, mas me dei conta de que é tão fácil de ser mal interpretada em seu significado. Silencio acaba por ser convertido em oposição ao falar, em oposição a ação, mas não é isso.

É consciência silente que é consciente de tudo o que fala, consciente de toda ação, e consciente de tudo o que não fala e não age. Sendo assim, é a resolução de toda dualidade; não é oposição da dualidade, mas a resolução de toda dualidade.

Esta é a mensagem central, o convite. E assim, nosso tempo juntos é realmente para apontar isso, e descobrir o que significa para vocês.
Não é algo para ser aprendido, ou no qual se vá acreditar, ou o qual eu recomendo, é algo que você descobrem.


O que significa para sua vida? Como se revela a si mesmo?

Também me perguntaram sobre crenças e crenças na vida eterna; Me perguntou de onde vem os espíritos? Você tem que crer na vida eterna...
E se não creio em nada por um momento? Atreve-se a não crer em nada só por um momento?
Então pode haver lugar para a indagação, para a investigação real. Há possibilidade, capacidade de descobrir a ti mesmo como consciência silente.
Não se trata em acreditar nisso, por que se acredita, seria isso mais um pensamento a respeito, mas aqui estamos para se dar conta do seu Ser.

O que significa isso? Posso dizer o que tem significado para mim. São muito boas notícias.

"Isso é quase tudo", disse. São excelentes notícias, universalmente. Mas necessariamente não significa que sua personalidade mudará, ou que suas circunstâncias mudarão, ou suas emoções ou estará mais calmo. Não necessariamente significa algo, exceto que são muito boas notícias que lhe trago.

Também me perguntaram se eu era missionária, isso também é uma boa pergunta. Não, não sou missionária em absoluto. Minha missão é simplesmente convidá-lo, se te atrai, se te dá alguma curiosidade, a investigar por si mesmo o que sempre está aqui. O que está desperto o que não pode ser objetivizado e mesmo assim, continua presente, e é finalmente quem vocês são.

E me perguntaram também, o que existe em seus ensinamentos? E lhes disse, bem, pessoas me chamam de mestra, mas não é um ensinamento em si, porque quem vocês são realmente não pode nunca ser ensinado; se pudesse ser ensinado, seria uma coisa, poderia ser extraído, poderia ser um objeto e ser aprendido. E sendo assim, já escutaram de acordo com um grupo particular que vocês são luz radiante, são os filhos de Deus, são livre e estão salvos.

Mas ouvir isso, incluindo a compreensão e a memorização e esperar que seja verdade, não é o suficiente. Isso tem que ser descoberto diretamente.

Assim, meu convite hoje é para que vocês abandonem suas crenças para nossa reunião. As crenças tem seu propósito, tem seu lugar, não há nada mal com elas. Algumas crenças são melhores do que outras, umas servem melhor que outras, mas para nossa reunião é bom que abandonemos todas elas;
Podem simplesmente se apresentarem com vocês mesmos? Como consciência silente. Assim, tem a oportunidade de descobrir. Há um limite para a consciência silente?

Há algum problema dentro da consciência? Há alguma separação em algum lugar?

Descobrir isso, indagar isso. Não saber por antecipação, sim ou não, mas descobrir. E nossa conversação digamos nossa reunião, seja de útil em sua vida. E logo, sua vida será útil na vida coletiva, planetária, na vida cósmica;"

Gangaji em Satsang 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails