17 de agosto de 2012

Relacionamento Homem e Mulher - Osho - 1a


"Existem alguns pontos fundamentais que é preciso entender.
Primeiro, o homem e a mulher são, por um lado, a metade um do outro e, por outro lado, polaridades opostas.

O fato de serem opostos os atrai. Quanto mais distantes estiverem, mais profunda será a atração; quanto maior a diferença entre eles, maior será o charme e a beleza e a atração.

Mas é aí que está todo o problema. Quando eles se aproximam, querem ficar mais próximos ainda, querem se fundir um no outro, querem se tornar um só ser, um todo harmonioso;
porém, toda atração depende da oposição, e a harmonia dependerá da dissolução dessa oposição.
A menos que o caso de amor seja muito consciente, ele vai criar uma grande angústia, um grande problema.

Todos os amantes estão numa enrascada. Essa enrascada não é pessoal; ela reside na própria natureza das coisas. Eles não se sentiriam atraídos um pelo outro - isso é chamado de "cair de amores".
Não conseguem nem dar uma razão por que sentem esse impulso em direção ao outro. Eles não têm sequer consciência das causas subjacentes; por isso uma coisa estranha acontece: os
amantes mais felizes são aqueles que nunca se encontram!

Depois que se encontram, a mesma oposição que criou a atração se torna um conflito. Em cada detalhe, as atitudes deles são diferentes, as suas abordagens são diferentes.
Embora falem a mesma língua, não conseguem se entender.
Um dos meus amigos estava conversando comigo sobre sua esposa e do eterno conflito entre eles. Eu disse, "Parece que vocês não se entendem".

Ele disse, "Entendê-la? Eu mal consigo ficar perto dela!" E se casaram por amor, não foi um casamento arranjado. Os pais deles eram contra; pertenciam a religiões diferentes, as sociedades em que viviam eram contra o casamento com pessoas de outras religiões.

Mas eles brigaram contra todos e se casaram, só para descobrir que a vida deles seria uma briga constante.O modo como a mente masculina olha o mundo é diferente do da mente feminina.
Por exemplo, a mente masculina está interessada em coisas longínquas: no futuro da humanidade, nas estrelas distantes, se existe vida em outros planetas.

A mente feminina simplesmente acha graça dessas tolices. Ela só está interessada no pequeno círculo em torno dela - nos vizinhos, na família, em quem está enganando a mulher, em que mulher se apaixonou pelo chofer.
O seu interesse é local e humano. Ela não está interessada em reencarnação; nem está interessada em vida após a morte.

O feminino se concentra no mais pragmático, no presente, no aqui e agora.
O homem nunca está no aqui e agora. Ele está sempre em outro lugar. Ele tem preocupações estranhas: reencarnação, vida após a morte, vida em outros planetas.

Se os dois parceiros estivessem conscientes de que se trata de um encontro entre opostos, de que não existe necessidade de conflito, então há uma grande oportunidade de entender o ponto de vista diametralmente oposto e absorvê-lo.

A partir de então a vida em comum de um homem e uma mulher pode se tornar uma bela harmonia.Do contrário, ela será uma luta contínua. Existem tréguas. A pessoa não pode viver brigando 24 horas por dia; ela precisa descansar um pouquinho, pelo menos para se preparar para a briga seguinte." [continua...]
Osho em A Essência do Amor: Como Amar Com Consciência e se Relacionar Sem Medo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails