8 de janeiro de 2014

Clareza Irrefutável - Mooji


"Não será a mente que irá te dizer,"Olha, eu estou me demitindo de você!
Estou saindo de férias, vou lhe dar um descanso!"


A mente trabalha em horário integral...

Você precisa agradecer pelo sono, pelo menos o bom sono, que se aproxima e lhe diz: "Tchau mente!"

Porque quando você está em sono profundo, não há mais mente. E você gosta de dormir ou não?
- Muito! Ótimo.
Todo mundo adora dormir.

Como eu disse, você não compra a melhor cama possível para sonhar.Ninguém compra uma cama para sonhar. Você compra uma cama para dormir profundamente.

Você pode ter se casado hoje, ter sua noite de núpcias..mas quando chega o sono profundo você não pode levar sua noiva com você.Ninguém pode entrar lá com você.Sua crença não pode entrar, nem mesmo "você" pode entrar! Mesmo o "eu" não pode estar lá. E você adora esse estado. Ador esse estado, no qual você não está preso a nada! Não está preso a nenhum estado perseptivo.Você adora esse estado. Se você não entrasse nesse estado, você não estaria tão revigorado hoje.

Todo dia, você em alguma parte do dia, que você nomeia de noite, você entra na completa cessação de toda atividade mental, toda atividade emocional. Você não tem nome, não tem gênero, não há hierarquias, não há céu, não há inferno.. Existe apenas aquele... silencio absoluto. Lá, você não tem um emprego, não está empregado nem desempregado. Além de todos os conceitos. E você adora esse estado.

Esse estado é somente uma pista para você, no seu estado de vigília.
Sim... Esse estado existe aqui e agora também!
Ele é como o leito de um rio...e sua mente é o rio que flui sobre ele. Esse silencio, essa quietude está aqui...

Quando a consciência está acessível, quando a luz da consciência está acesa, o show está no ar, incluindo a noção de si mesmo.. Eu, mim, você, tempo, percepção, diversão, sofrimento, tudo...e nós adoramos isso! Você admite. Uma vez que começa, nós ficamos viciados! Ficamos viciados no experienciar.

Adoramos o contraste, a fricção...sim...
As incertezas, os altos e baixos. Eles lhe relembram de que você está vivo...

Participante - Acho que eu não quero morrer. Ah! Eu não quero morrer..
Mooji- Se você se compreendesse a si mesmo, você saberia que você jamais pode morrer. Se você sabe quem você é, você não precisa ficar na mente para continuar vivo.

Participante - Está me faltando essa compreensão.

Mooji - Não, não é isso. Apenas é que você não está suficientemente voltado para ela. Alguma outra coisa a está ocultando, como estavamos dizendo ontem: a unha do seu polegar pode ocultar o sol, entende? Ou seja, um conceito pode ocultá-la ( essa compreensão ).

Um conceito... "Ah, eu não quero morrer !"

Daí você não busca a verdade porque em algum lugar dentro de você há um trauma, de que ao se descobrir a verdade, há um tipo de morte de algo... algo que você está chamando de "você".

E estou lhe dizendo: isso NÃO É você! São apenas as ideias que você tem sobre você. Que não se baseiam na verdade. Elas são ilusórias. São um fantasma. E a sua vida é uma história fantasma.

Você está abandonando a liberdade, em troca de uma história fantasma.
Preciso lhe dizer isso.
Você compreende? Tudo isso que você pensa obter da mente e ahh... um dia isso vai acabar.

Você não quer morrer? Bem, um dia você vai morrer... Enquanto corpo e mente, você vai morrer.

Primeiro o corpo...Mas se você compreende que você é Aquilo que observa o corpo e a mente...e quando digo "compreende", não quero dizer compreender somente aqui ( na cabeça ), mas você reconhece isso através da experiência direta, que é aquilo que está sendo apontado aqui... Não apenas sendo indulgente com a mente, a mente.. mas através daquela clareza irrefutável...

Sim, nós podemos realizar essa investigação, essa introspecção. E então, você não vai se importar com o que a mente está dizendo.

Participante: Quando olho para o que há de mais próximo em minha mente - do ser.. há uma imagem, uma imagem clara. É algo como uma imagem de vidro...vidro..ou escuridão..

Mooji - Sim, isso é a mente novamente, percebe? A diferença é que você tem um grande respeito por sua mente, e lealdade à sua identidade...como algo que é um construído na mente. Sua oportunidade é descobrir quem você realmente é. E aí, se você quiser adorar sua mente, adore a mente! Pelo menos você vai amar a mente sendo livre."
Mooji em Satsang

Um comentário:

  1. O Mooji nos mostra o caminho para casa...
    Todos temos esta busca por nós mesmos.
    É possível silenciar a voz que fala sem parar dentro de sua cabeça?
    Onde está a presença Real de Deus em nosso Ser?
    O Mooji é muito profundo em seus comentários e ao mesmo tempo muito simples, afinal, Deus é a máxima simplicidade, daí a dificuldade em nos encontrarmos.
    Sempre tive esta busca! E me foi revelada. Como é simples e belo o nosso Ser...

    Por favor, faço o convite para que leiam: http://sdrv.ms/GVSUHQ

    Muita luz em sua caminhada pela vida, esta incrível aventura!
    Sinta sempre a brisa do sopro de Deus em tua face...

    Paz!
    Nemastê!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails