18 de outubro de 2012

Gratidão - Jeff Foster

"Seu desejo mais profundo já foi cumprido, e você foi o último a saber. 

Tudo o que você sempre desejou já está presente, aqui e agora - que é o último lugar que você olharia. 

O milagre para acabar com todos os milagres está acontecendo, e é neste momento exatamente como ele é. Sim - isso, isso é a graça. 

Cada respiração. Cada sensação. Cada som. Aquilo que já foi permitido. Isso que não pode ser bloqueado. 

Mesmo a dor, mesmo o tédio, até o mesmo desespero, todas as ondas indesejadas e mal-amadas da experiência humana, estão finalmente autorizadas a inundar no espaço onde "você" não é, e nunca foi. E o paradoxo é este: nada disso pode tocá-lo mais, nem mesmo a maior dor. E, no entanto, você experiencia tudo isso, você sente tudo mais intensamente do que jamais antes, incapaz de bloquear, incapaz de se afastar. 

Quem iria se afastar, e de quê? Esta é a vida em sua plenitude, sem reservas.

Então, o que resta a não ser simples gratidão? 

Gratidão pelo fato de que nada jamais aconteceu. E se nada acontecer de novo, saiba isto, caro amigo - você esteve aqui para testemunhar o milagre da vida. 

Você o conheceu. 
Provou disso. 
O sentiu. 
O viu. 
O reflexo de uma lua minguante na janela de um carro. 
O sabor da água.
A fragrância do algodão. 
As profundidades silenciosas da meditação. 
A intensidade feroz do medo. Tem sido o suficiente. 

Oh, tem sido mais do que suficiente. Tem sido muito, realmente. Muita graça.

assim o eu separado afastou-se, e procurou por mais, em busca de um futuro que nunca vem, e não pode vir. 

Você só foi buscar a si mesmo..."
Jeff Foster em Gratidão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails