13 de outubro de 2012

O Ser É - Ramana

Pergunta: Como o ego surgiu?
Bhagavan Ramana: Não existe ego. Se existisse, você teria de admitir dois seres (Selves) em você. Portanto, não há ignorância. Se você inquirir dentro do Ser, a ignorância, que já é inexistente, será descoberta 
como não-existente e você dirá que ela se esvaiu. 

ausência de pensamento não significa um branco. Deve haver alguém para estar ciente daquele branco. 

Conhecimento e ignorância pertencem apenas à mente e estão na dualidade, mas o Ser está além de ambos. 
É pura Luz. Não há necessidade de um Ser ver outro. Não existem dois Seres. O que não é o Ser é mero não-ser e não pode ver o Ser. 
O Ser não tem visão ou audição; Ele se situa além desses, totalmente sozinho, como pura Consciência.

Pergunta: Não sei se o Ser é diferente do ego.
Ramana: Em que estado você estava no sono profundo?
Eu não sei.
Ramana: Quem não sabe? O ser desperto? Mas você nega que você existia enquanto em sono profundo?

Pergunta: Eu existia e existo, mas não sei quem estava em sono profundo.
Ramana: Exatamente. O homem desperto diz que ele não sabia de nada no estado de sono profundo. Agora ele vê objetos e sabe que ele existe, mas no sono profundo não haviam objetos e nem espectador. E ainda a mesma pessoa que está falando agora existia no sono profundo também. Qual é a diferença entre os dois estados? 
Há objetos e o jogo dos sentidos agora, enquanto em sono profundo não haviam. Uma nova entidade, o ego, surgiu. Ele atua através do sentidos, vê objetos, confunde-se com o corpo e pretende ser o Ser.

Na realidade, o que estava no sono profundo continua a estar agora também. 

O Ser é imutável. É o ego que entrou no meio. 
Aquele que nasce e se põe é o ego. Aquilo que permanece imutável é o Ser.

Estado desperto, sonho e sono são meras fases da mente, e não do Ser. O Ser é a testemunha desses três estados. Sua verdadeira natureza existe no sono.
Mas somos aconselhados a não adormecer durante a meditação.É contra o estupor que você deve se precaver. Esse sono que se alterna com o estado desperto não é o sono verdadeiro. Esse estado desperto que se alterna com o sono não é o verdadeiro estado desperto. Você está acordado agora? Não. O que você tem que fazer é despertar para o seu verdadeiro estado. Você não deve cair no falso sono e nem permanecer falsamente desperto.

Embora presente mesmo no sono, o Ser não é ali percebido. Ele não pode ser conhecido no sono imediatamente. Ele deve primeiro ser realizado no estado de vigília, pois Ele é nossa verdadeira natureza subjacente a todos os três estados. 
Esforço deve ser feito no estado desperto e o Ser realizado aqui e agora. 
Ele será, então, entendido como sendo o Ser contínuo ininterrompido pela alteração da vigília, sonho e sono profundo."
Ramana Maharshi em Pérolas de Sabedoria, Vida e Ensinamentos

2 comentários:

  1. É com gde alegria que vemos mais e mais pessoas conhecendo e querendo conhecer sobre a vida e os ensinamentos de nosso amado Guru Ramana. Nossa Instituição, fundada em 1972, tem como missão precípua divulgar os seus ensinamentos no Brasil. Fomos recentemente reconhecidos pelo ashram da Índia como o centro de divulgação na América do Sul. Grato a todos que, como nós, buscam entender a nossa verdadeira natureza.

    Namastẽ!

    Daniel Soares Filho
    Vice Presidente de A Luz no Caminho - Associação Espiritualista

    www.aluznocaminho.org.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Dan! Seja bem vindo! namaste!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails