8 de outubro de 2012

Experiência Única...

"Esta experiência é única. 
Nela ocorre algo que nunca poderemos esquecer e que não poderemos também explicar.

Em um itinerário espiritual, deve-se fazer desta experiência uma oportunidade de iniciação. 
Não considerá-la como algo que jamais se reproduzirá ou como uma graça maravilhosa que queremos que se repita a todo instante. 

Porque esta experiência é uma revelação de nossa natureza verdadeira.

São momentos em que, efetivamente, a paz dura um pouco mais e onde, no interior de nossa mente, o silêncio torna-se algo real. 

É preciso acolher estes momentos gratificantes com gratidão, mas, ao 
mesmo tempo, não se apegar a eles e não procurá-los. 

Porque, se nós nos apegamos a estes momentos, se quisermos reencontrá-los sem cessar, em lugar de nos ajudarem a avançar, eles nos param, nos bloqueiam, fazendo-nos entrar em uma espécie de complacência com eles. 

A vida, porém, é uma grande mestra e se encarrega de tirar nossas ilusões.
E o sinal de que a experiência numinosa realmente nos tocou é que não podemos mais viver da mesma maneira que antes. 

Porque podemos ter tido experiências maravilhosas e magníficas, mas concretamente, em que elas mudaram as nossas vidas? O que mudou em nossa vida cotidiana? Dessa maneira, podemos ter necessidade de uma prática, de um método em nosso itinerário.

Ao final de um itinerário espiritual não sobra muito da imagem que se tinha de si mesmo no início do processo. É como se houvesse uma morte de si mesmo. 

Mas esta morte não é o fim. 

O que alguns chamam de morte da lagarta, outros chamam de nascimento da borboleta."
Jean-Yves Leloup em Terapeutas do Deserto

4 comentários:

  1. Numa meditaçao que fiz , tem um tempo, foi taõ gostoso, fiquei em paz, foi uma momento precioso, sempre quando estou ansiosa , procuro lembrar deste momento, desta experiência, sei que tem muito mais, e ainda não cheguei la, mas estou caminhando. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses momentos são mesmo preciosos Cris, e nos mostram como viver é simples e como a paz profunda é acessível a todos...beijos querida!

      Excluir
  2. Uma Vez uma Monja me disse que Realização era como um relâmpago no céu...
    Nós teríamos de nos tornar conscientes destes momentos, pois eles acontecem e podem durar mais ou menos tempo.
    A vida vai nos ensinando isso bem como tirar os véus dos nossos olhos... E realmente a gente não se pode fazer de desentendidos.
    Namaste

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata Vera por sua luz...é sempre uma alegria sua presença aqui..
      Namaste

      Excluir

Related Posts with Thumbnails