18 de novembro de 2010

Incompreensões...


Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava.

Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente.
Clarice Lispector

Hoje queria refletir sobre as incompreensões que encontramos ao longo de nossas vidas.
Fomos ensinados, desde pequenos, que o amor é o encontro, é a partilha é a soma das partes.
Esse amor é lindo, sem dúvida, mas ainda primário, e ainda de certa maneira frágil, para suportar as tempestades, os vendavais da vida.

Amar sustentando incompreensões...
Não é suportando, é sustentando mesmo. Dar firmeza, dar suporte a toda sorte de incompreensões que forem surgindo ao longo do caminho...esse é um amor maduro...

Navegar em mar calmo, é fácil. Voar em céu azul, também.
Mas navegar em meio a ondas e tempestades, voar em meio à nuvens e raios...isso sim é desafiador.

É por isso que hoje vemos muitos relacionamentos desmoronarem, não por falta de amor, mas por fraqueza em lidar com as incompreensões mútuas.
Somos todos pessoas únicas, sem comparações.
Partilhar uma vida, é partilhar o sim e o não. É estar todo o tempo se descobrindo, se aprendendo no outro. O outro é na verdade, nós mesmos, espelhados, refletidos...manifestando aspectos que em nós mesmos ainda não descobrimos.
É claro que as diferenças aparecem logo. As arestas precisam ser lapidadas. A vida se encarrega disso perfeitamente.

Quando se vive somente de compreensões, se está vivendo somente a metade. Pois os aspectos incompreendidos, também precisam ser vividos profundamente e acolhidos com a mesma atenção e cuidado. Isso torna um relacionamento completo. Luz e sombra acolhidos generosamente com o coração.

O amor tudo toca, mas nada toca o amor...
Quando o amor é verdadeiro, está pronto a acolher inclusive as incompreensões, sejam elas quais forem. O amor tem sua própria compreensão...e não se trata de mente, nem de lógica...

O acolhimento se dá na alma, no coração que diz - sim -, e abençoa...não fica olhando para trás...integra, transcende e vai...

A soma das incompreensões na nossa vida, são mesmo uma grande benção.
Diria que se trata de uma das maiores lições que podemos aprender.
Quando somamos incompreensões, estamos fortalecendo infinitamente a nossa capacidade de amar...e de vivenciar plenamente o amor....
Lilian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails