15 de junho de 2010

Canções...


"Uma pessoa que vive em sua cabeça não vive ali de fato.
Somente aquela que vive em seu coração, e que entoa canções que não são compreensíveis para a cabeça, danças que não estão relacionadas de nenhuma maneira com o contexto que lhe rodeia... apenas surgem de sua abundância, de sua prosperidade, você terá tanta energia que vai querer dançar, cantar e gritar...
Faça isso!
Fará com que se sinta mais vivo, dará a você uma chance de saborear a vida como ela é."
Osho em Viva o Máximo

Nesse texto nosso amado mestre aponta a dimensão musical em nós. Uma dimensão que existe e é pura, simples e inédita. A canção da vida é presente em tudo que vive...o fato que sermos pensantes, fazedores, realizadores...não impede que tudo que pensemos, façamos ou realizemos seja perfumado pela canção do amor, da leveza, da simplicidade e da unicidade linda...que somos nós de verdade, em nossa essência mais profunda...
A canção do coração é a voz de Deus no mundo...

Uma vida responsável, não é impedimento de se divertir com o que se faz, realizar com prazer, trabalhar com alegria, olhar com carinho, acolher com amor as diferenças, tomar consciência da preciosidade em cada pessoa, da vida, acolher as situações com o coração aberto, buscar ensinamentos em todos os fatos...enfim sermos com a viva, dançar com as situações....

A canção da vida nos constrói, ela nos sustenta e nos impulsiona a sermos mais e mais abertos, mais e mais libertos e quanto mais nos damos conta disso, mais as "dificuldades e amarras" se dissolvem, ou melhor, nos damos conta que não existem barreiras reais, existem barreiras mentais...barreiras que nós mesmos criamos, ou acreditamos existirem....
As canções são sopro...a vida canta, dança...o rio da vida flui...

Podemos compreender isso com todo nosso ser, de todo coração e fluir junto, com alegria e felicidade, deixando o mais puro o mais simples em nós transbordar...como as crianças....
Ou podemos resistir a vida, tentar controlar, acreditar que somos insubstituíveis, que somos superiores, ou inferiores, que o julgamento e a crítica, a competição levam a algum lugar...enfim sermos barreiras ao fluxo da canção da vida...

Temos essa liberdade.

Mas eu deixo no ar a pergunta: Qual das duas atitudes nos traz mais leveza, alegria e felicidade? Isso já nos indica qual o caminho mais fácil, mais relaxado e o mais prazeiroso...
Amor
Lilian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails