27 de fevereiro de 2015

Apenas Ser - Amidha Prem


"Lá vem ela novamente... 
Sorrateiramente, assim dissimulando... mas é ela...
Começa assim devagarinho... e logo logo já vem 
com aqueles argumentos todos,
aquelas falas todas, e os assuntos mais variados...
Lá vem ela...

Tem tantos pontos de vista,
Tantos problemas seríssimos,
Tantas analises, tantas sínteses,
Tantas comparações... 
e memórias.. ah quantas e quantas memórias...
Chega a cansar de tantas memórias, de fatos passados
de pessoas, de lugares, e memórias que não acabam mais...
Os detalhes então...são infinitos...

Lá vem ela.. novamente 
Acha que vai me enganar com esse jeito manso,
essas colocações tão sinuosas e sedutoras...
mas as falas são tantas, e tão vazias que logo vejo de quem se trata...

É a mente de novo, com essas falas bobas, esses problemas inexistentes
e sempre com ares de que sabe tudo 
e que pode prever o futuro perfeitamente...

Chega a ser engraçado tudo isso...

Sempre os mesmos caminhos, sempre os mesmos pontos críticos e as 
mesmas falas repetidas...

Isso é mesmo divertido...
Ver a mente tagarelando, criando coisas que não existem, e achando que 
caio nessas falas infundadas...

Já foi tempo que isso acontecia...hoje não mais...

Posso ver a mente criando histórias, e 'bolando estratégias' para resolver
os  'problemas seríssimos' criados por ela mesma... 
Chega a ser engraçado isso...

Posso ouvir seus lamentos, suas dúvidas, suas profundas análises dos fatos,
e permanecer silenciosa, pacífica, 
e me divertindo com tudo aquilo...
Sim... sim...sim...

A mente cria fantasias, e muitas... vê coisas que não existem, sonha,
é se diz a 'dona da verdade'...sempre! 
Só que ela mesma é uma sombra.. não tem vida própria... 
como pode então?

Pura diversão!!!  :)

A mente fala...cria imagens, histórias... 
Trás memórias, e julga.. julga muito...briga com a realidade, não aceita um monte de coisas... está sempre em guerra, em conflito com tantas situações...
ou então atada a um monte de outras coisas, quer isso, não quer aquilo...
confusão e mais confusão..

Isso faz com que ela fale ainda mais, crie mais estratégias e 
mais e mais 'problemas' ,
 mais e mais'soluções'...

A mente é um imenso labirinto...
sem começo nem fim...

Mas eu não sou ela... ela acontece a mim...

Sou quem observa a mente falar...

Deixe que ela fale...deixe que ela crie suas loucas histórias... 
não há nenhum mal nisso...

A mente é uma pequena expressão minha, 

um pequeno e divertido aspecto,
nada de mais...é energia em movimento, 
deixe fluir...

Posso observar o que se passa, e permanecer absolutamente serena e calma,
já que nada de fato acontece... 
pensamentos são visitas, sentimentos também são visitas...
deixe-os vir, deixe-os ir... 
nenhum 'problema' nisso...

Observo cada um deles atentamente e com amor...
Acolho sentimentos, memórias, pensamentos, tudo é acolhido com amor...
E porque não? se são criações daquele momento...
Chegam e se vão, sem deixar nenhum rastro...

Permaneço abençoando aquilo que É.
Permaneço acolhendo o instante presente, 
Eu sou o agora, e o agora sou eu... 

Neste Ser, tudo é possível acontecer...

Neste instante tudo está incluído,
tudo perfeito como é... nada falta, nada errado, 
tudo acolhido e transcendido,
com consciência e amor...

Observo a Mim mesma em tudo e em todos... 
Cada ser, cada instante Sou Eu...

Posso simplesmente permanecer
pacífica, amorosa, plena
 na Consciência de apenas
Ser."..

~Amidha Prem~

4 comentários:

  1. Belo texto, com uma bela descrição poética. Obrigatório compartir. Namastê.

    ResponderExcluir
  2. Simples e profundo...
    Sabedoria.
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails