4 de junho de 2012

Uma Terra e bilhões de mundos - Mooji


"Participante: Tenho lido em vários livros que o mundo é uma projeção da mente. Poderia me explicar melhor isso?

Mooji: Sei que existe uma Terra, mas bilhões de mundos. Cada um de nós é um mundo se expressando. Cada pessoa é uma expressão única. E do mesmo modo que você não consegue compartilhar seus sonhos com ninguém. Você diz que teve um sonho a noite, mas você não tem como passar aquilo que você experimentou a noite; da mesma maneira você não consegue realmente compartilhar o seu estado acordado com ninguém;

Isso está além das fronteiras, porque na verdade somos um. E isto cria a dificuldade da linguagem, porque essencialmente somos consciência. Mas as projeções, a linguagem, trazem um sabor, mas aquilo que compartilhamos realmente não é o nosso essencial; nós falamos sobre o mundo emocional, o mundo psicológico, o mundo dos sonhos, projeções, mundo das memórias... todos esses trazem um sabor das suas experiências de percepção. E nós tentamos nos comparar com outros seres, mas isso não tem muita significância.

Logo, o ponto é que muitas pessoas querem criar um mundo melhor. Isso é bom, muito nobre, desejar ou pensar sobre isso, mas não sinto que isso seja o que realmente desejemos.

Devemos sair da mente condicionada e retornar ao Ser original, onde só a Unicidade é o verdadeiro Universo, e estaremos em casa em meio a todas as culturas, em meio a todas as pessoas. Porque não estaremos carregando nenhuma projeção, nenhum medo, nenhum julgamento, nenhum desejo, nenhuma exigência, nenhuma necessidade de ninguém. Logo, estaremos nos movendo em completa paz, por causa disso.

Por isso dizer que o mundo é uma projeção do nosso psiquismo, sim, mas não quero me adentrar nisso, você deveria ouvir alguém especialista nisso; mas o que importa é porque você está aqui ao longo desses dias, é para uma descoberta milagrosa para o seu próprio Self.

Quero dizer que Satsang não é para ensinar alguma coisa, é claro que aprendizados acontecem, insights acontecem, experiências acontecem, vastas e profundas experiências acontecem, mas esse não é o nosso objetivo aqui. O objetivo é encontrar profundamente, claramente Quem Você É; Não de forma racional, intelectual, mas no mais profundo do seu ser. (...) E permanecer na sua fonte.

É possível não mais se ater a pensamentos particulares, ou a problemas. Sente-se mais profundamente aquilo que é certo, o que é verdadeiro, e uma força guia aquilo que é mais adequado, ao que é mais apropriado para aquele momento, e se brinda com silêncio e paz, não se perdendo mais nas falas da mente, nem em memórias.

Estou absolutamente certo a respeito disso.

Estar aqui é primeiramente uma maneira de escutarem um som, um chamado que ecoe na consciência de cada um de vocês, e isso vai se tornando mais e mais forte; depois vocês começam a reconhecer que já não estão mais inconscientes em relação a uma ou outra identificação; coisas que antes se identificavam e os tornavam fragilizados, inseguros, e começam a se sentir mais expandidos, mais soltos, mais felizes, mais especiais; a vida começa a ficar mais leve, mais alegre; num terceiro estágio vocês começam a sentir a vida mais vibrante, com mais energia de forma mais intuitiva; vocês não ficam mais perdidos naquilo que as pessoas falam, vocês sentem a energia que emana de cada um, sentem se alguma coisa é auspiciosa ou não; e cada vez mais vão aprofundando a sensação do Ser, sem qualquer esforço vocês simplesmente sentem isso; e além disso vocês estão novamente no seu Ser original; não estão mais preocupados ser isso ou aquilo, ou com palavras, ou pensando em problemas; Tudo se torna claro, mas não claro objetivamente, mas claro subjetivamente.

Minha atitude é trazer vocês a essa clara visão, porque ela é sublime em si mesma, porque não é algo a ser construído, não há ninguém que possa ajudar nesse reconhecimento, nada a aprimorar ou mudar, isso é perfeito e atemporal. E nós somos isso agora, mas isto parece escondido pela nossa inconsciência.
Logo, a antiga oportunidade do Satsang é essa descoberta por si mesmo, e ninguém fará isso por você".
Mooji em Satsang.

2 comentários:

Related Posts with Thumbnails