15 de março de 2014

Minha alma...


Minha alma é poesia
diante de ti
diante dos olhos que me penetram 
e me lêem,
sem rima...

Minha alma é brisa leve
diante de ti
sopro, aroma, perfume
delicadeza em flor.
Nenhuma palavra é necessária, 
nenhum sinal define 
esse instante...

Pura eternidade efêmera e indizível
bate no peito uma canção 
absoluta,
nova, 
Embala a beleza e a abraça
Anuncia o sol radiante da manhã 
e o adora...

Minha alma é calmaria e canção
diante de ti
é vela ao vento sem direção,
é marola, onda, areia banhada de mar
é lar,
é aconchego em seus braços
é sempre terna luz
sem definição...

Acordo para esse instante 
e me derreto,
percebo que o sempre é aqui
em mim,
em ti,
em cada coração.
O Sempre é sorriso, é lágrima
é êxtase e solidão.
O Sempre é instantâneo
e não...

Minha alma adormece
diante de ti
Morre e renasce
Pede e se dá
abraça o que vier e se banha 
em cada luar...

Nenhuma despedida é possível para o amor
e o amar,
Minha alma apenas se permite voar sem asas
amar sem medo
olhar sem culpa
desejar um amor impossível,
viver para sempre...

~Amidha Prem~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails